quarta-feira, 15 de junho de 2016

Talvez não seja má ideia pensarem, antes de decidirem...( Actualização)




Há muito venho escrevendo que anda por aí gente a querer destruir a ADSE.
No meu último post sobre o assunto, escrevi que a geringonça estava a tratar do assunto com os pés e que o alargamento, na forma em que estava a ser equacionado, era uma estupidez.
Já se sabia que o anterior governo tinha aldrabado as contas da ADSE e enganado os beneficiários, ao justificar o aumento das quotizações com a sustentabilidade do sistema.
 Sabe-se, há muito,  que a causa da possível falência da ADSE não se prende com a quotização dos beneficiários, mas sim com a extensão da sua aplicação a um alargadíssimo número de familiares, sem contrapartida financeira.
A ADSE tem de ser paga por quem dela usufrui. A não ser assim e manter a ideia peregrina de alargar a filhos até aos 35 anos, está-se a condenar a ADSE à falência. Não em 10 anos, mas provavelmente em menos de cinco.
Os hospitais privados, que recebem mais de 1/3 dos beneficiários da ADSE, não vão gostar da ideia.

Actualização: O PSD quer uma audição urgente do Director Geral da ADSE para esclarecer o pagamento indevido de 29,8 milhões de euros à Madeira, com dinheiro dos beneficiários da ADSE, o qual  foi efectuado   durante o governo do PSD e do CDS.
Se a falta de vergonha pagasse imposto, esta trambilhada do PSD/CDS saldava rapidamente a dívida do país. PQP!

3 comentários:

  1. ~~~
    Que ideia mais parva!!

    A ADSE nunca vai irá falir,
    porque todo o governo serve-se dela.
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  2. Toda a gente já percebeu que a ADSE anda a ser perseguida, no pior dos sentidos.
    Chamem o director e, se ele tiver coragem, preparem-se para meter a cabeça na areia.

    ResponderEliminar
  3. Onde é que assino o comentário da Majo??

    ResponderEliminar