segunda-feira, 30 de maio de 2016

Que grande chatice, Pedro!

A última semana correu mal à alma penada da política tuga, mas para o último dia esteve reservado o pior pedaço.
Depois de ter levado uma sova de António Costa na AR, durante o debate quinzenal, Passos Coelho jogou a cartada dos estivadores. Seria difícil a um ex- pm que durante três anos de governo contabilizou 441 dias de greve dos estivadores, convencer os tugas que a culpa da situação que se vive no porto de Lisboa era fruto da inabilidade de António Costa.
Mas os sem vergonha têm lata para tudo e Passos Coelho foi por aí.
Expliquei, durante o governo dos Pafiosos, por que razão os estivadores tinham a razão do seu lado: a legislação laboral aprovada por Passos Coelho e promulgada por Cavaco representava um regresso à escravatura e dei o exemplo do que se passava todas as madrugadas no "mercado" do Campo Grande. Foi essa legislação que desencadeou a revolta dos estivadores e o consequente surto de greves. Convencido que os estivadores vergariam, Passos Coelho deixou correr o marfim mas teve o despudor de acusar o actual governo de nada fazer para acabar com a greve.
António Costa garantiu que o problema ficaria resolvido até ao final do dia de sexta-feira. Através do diálogo e não da lei do chicote que PPC tentou instaurar durante todo o seu mandato. PPC zombou da promessa de Costa mas, ao final do dia, o acordo foi alcançado.
A reacção da canalha laranja foi inqualificável e tornou ainda mais evidente que o PSD anseia o caos e por isso comporta-se diariamente como profeta da desgraça e anseia que se concretize a aplicação de sanções a Portugal- apesar de as culpas serem todas da responsabilidade do anterior governo.

12 comentários:

  1. O meu comentário é de alguém que está completamente afastada da política portuguesa — a política alemã já me chega — portanto, é apenas uma opinião de uma tuga.

    Quem governa ou pretende governar o país é o Marcelo.
    O Pedro e o António são apenas as suas marionetas.
    A Esquerda apelidou de "defunto de Belém" o Aníbal.
    O Marcelo está sempre em cima do acontecimento.

    Em caso de eleições, os socialistas não chegavam aos 20%.

    Boa semana, Carlos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. a sua previsão não bate certo com as sondagens, Teresa. As intenções de voto no PS estão nos 35% com tendência para subir.

      Eliminar
    2. Tá bem, Carlos, são as sondagens dos socialistas alemães. O gordo de cá está a pedir boleia para a Sibéria.

      Eliminar
    3. Teresa
      ia responder-lhe
      mas a esta hora
      deparei-me
      com as fraldas
      e faltaram-me as palavras!

      Eliminar
    4. As fraldas do Pedro ou do António?

      Eliminar
  2. A direita não tem escrúpulos e deita mão de todos os meios, mesmo os criminosos, para não perder os seus privilégios!
    É uma luta sem tréguas contra quem não tem ética

    ResponderEliminar
  3. Coelho e os seus capangas têm a 'geringonça' atravessada. Não adianta recordar o que o homem disse antes de ser primeiro coiso que ele continuará a mentir. Seguirá, mais a sua sombra Cristas, o caminho dos que sem argumentos apenas dizem coisas.
    Cada um tem o seu karma e Coelho não foge ao destino. Ainda o havemos de ver a pedir boleia para o Brasil.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Last Friends (Pedro and António) want to discover together the paradise Brazil.

      Eliminar
  4. Two little dickie birds,
    Sitting on a wall;
    One named Peter,
    One named Paul.
    Fly away Peter!
    Fly away Paul!
    By by Peter!
    By by Paul!

    ResponderEliminar
  5. Independentemente do que o Passos não soube/não quis fazer
    as coisas estão a acontecer

    Boa?

    ResponderEliminar
  6. Respostas
    1. Terei sempre pachorra para me colocar ao lado de gente que faz greve para defender o seu pão, Pedro.

      Eliminar