segunda-feira, 9 de maio de 2016

O Puzzle da Europa



Hoje é Dia da Europa. Agora já só falta construir o Puzzle, para ver se percebemos como se constrói a União Europeia.
A propósito... em muitos países da UE hoje é feriado mas em Portugal trabalha-se.
Mesmo não sendo feriado por cá, talvez seja útil aproveitar o dia para pensar sobre as causas do desaparecimento das notícias da dupla alemã Merkel/Schaueble.
Será porque perderam influência na Europa? Porque andam muito ocupados com os refugiados? Porque o Deutsche Bank lhes está a provocar uma enorme dor de cabeça?
Nada disso. A explicação é muito mais simples.
Durante o governo dos mafiosos pafiosos,  Gaspar e Marilú chegavam junto de Schaueble e logo se reclinavam subservientes, à espera de um ralhete ou que lhes mandassem baixar as calcinhas.
Passos Coelho, por sua vez, aparecia nas fotos ao lado de Merkel. A comunicação social repetia à exaustão as fotos das audiências de Gaspar, Marilú e Passos, enredadas num discurso que transmitia a sensação de que todos se davam muito bem com a dupla alemã  e isso era muito bom, porque é preciso ser estimado pelos chefes, para eles nos recompensarem com boas notas e não nos aplicarem castigos muito severos. (Indirectamente era um recado cá para dentro: sejam obedientes aos chefes, não reclamem salários, trabalhem as horas que ele pedir e um dia serão recompensados
Os tugas engoliram esta encenação durante quatro anos, o que lhes custou a perda de salários, pensões, empregos e regalias sociais. Em troca, receberam um convite para emigrarem e o aviso para não serem piegas!
Chegou o momento de perceberem que andaram a ser enganados.
Este governo não precisa de encenações. Sabe que é preciso tomar medidas duras, mas não se esconde atrás dos papões Merkel e Schaueble para tomar decisões, nem finge que eles são os seus melhores amigos na Europa. 
Este governo é formado por seres humanos responsáveis que têm orgulho no seu país e, acima de tudo, querem melhorar as condições de vida dos portugueses.

7 comentários:

  1. Bem, não sei se estes serão tanto assim...
    (desconfio sempre de políticos, venham eles de que quadrante for)
    ...mas o resto, Spot on!

    :)

    ResponderEliminar
  2. Será que os portugueses perceberam? Até que ponto vai a iliteracia do nosso povo? Quantos de nós perceberam as manobras subservientes do governo anterior, e sabem as diferenças de postura do governo actual?
    às vezes é desesperante...

    ResponderEliminar
  3. CONCORDO 100% com Romain Seignovert, o autor do blogue Europe’s Not Dead, que defende que é através do humor que se preserva a identidade e a coesão europeia.

    ResponderEliminar
  4. Assim seja, Carlos.
    Que este governo seja tudo aquilo que o Carlos diz.
    Eu fico à espera para ver.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. FICO À ESPERA CONSIGO, PEDRO!!!

      Eliminar
    2. Não é preciso esperar para se perceber que este governo respeita os portugueses, Pedro e Ematejoca. Só quem não quer ver ou beneficiou com as medidas do governo anterior ( e sei que não é o vosso caso) é que duvida. Quanto ao facto de o anterior governo ter andado a enganar os portugueses, com os papões alemães, todos os dias surgem provas disso.

      Eliminar
    3. Um grande papão é o Dr. António Costa. É claro que ele é um papão de batatas com bacalhau... e não do dinheiro dos portugueses.

      Não se zangue, Carlos. Estou-me absolutamente nas tintas para o António Costa, o meu problema é a Angie e a sua amizade com o sultão turco.

      Eliminar