sexta-feira, 20 de maio de 2016

Banco de Portugal tem um problema com números

Já não é a primeira vez que o Banco de Portugal se atrapalha com números.
Hoje, o país ficou a saber que a entidade presidida por Carlos Costa  identificou uma conta de 17 milhões de euros de um organismo público, numa offshore, mas mais tarde veio a admitir que se tratou de um erro e afinal a conta é de apenas 171 mil euros.
Quando o BP se engana em coisas tão comezinhas, como o montante de uma conta offshore, como é que um comum mortal pode confiar na sua capacidade de supervisão?

4 comentários:

  1. No caso trata-se provavelmente de um erro de transcrição de algum burocrata lá de dentro. O problema do BP não são as contas. Eles conhecem razoavelmente bem as contas dos bancos. O problema é não fazerem nada acerca disso...

    ResponderEliminar
  2. Sabe que mais?
    Engano-me sempre
    que converto euros
    em kuanzas, ou meticais

    Em rublos?
    Ainda mais!

    ResponderEliminar
  3. Pena não se falar nas datas. Terá sido mais uma machadada como a última coisa que fez, o mago gaspar no dia da sua saída, ao publicar a portaria nº. 216-A/2013 de 2 de Julho de 2013, feita em 1.07.2013. Quiseram servir-se do Fundo da SSocial, para que ele se afundasse mais depressa.

    ResponderEliminar
  4. CDS/PSD , reformado de Boliqueime e a criatura do Banco de Portugal foram a maior desgraça da democracia portuguesa!

    ResponderEliminar