terça-feira, 12 de abril de 2016

O prometido é devido





Meu caro presidente Obama:
O prometido é devido e aqui estou eu a cumprir a promessa que fiz no post anterior.  Então aqui vai:
Assim que eclodiram os movimentos de contestação, a Europa rapidamente os apoiou e baptizou de Primavera Árabe.
Só que o padre era um pecador incorrigível e não tardou a perceber-se que a Primavera se iria transformar num Inverno sangrento.
 Ben Ali caiu de podre. Mubarak precisou de um empurrãozinho dos americanos. Kadhaffi ripostou e resistiu, porque tinha um trunfo. Se a ONU autorizasse uma operação militar na Líbia, franquearia as portas da Europa aos africanos que pretendessem vir para a Europa. Portas que estavam fechadas- recorde-se!- porque a UE pagava milhões de dólares anuais a Kadhaffi para que exercesse o papel de porteiro.
A UE deve ter pensado que, com a intervenção na Líbia, seria rápida e facilmente encontrado um substituto para Kadhaffi, disposto a exercer as mesmas funções e a receber as mesmas mordomias financeiras compensatórias. Mais uma vez se enganou …
Cinco anos depois, com a pressão  dos refugiados a dividir a Europa e a  tornar-se insustentável, a única coisa que a liderança europeia soube fazer foi mudar a porta de entrada na Europa da Líbia  para a Turquia e contratar um novo porteiro: Erdogan.
Os traficantes de seres humanos não gostaram muito da mudança de porteiro, mas logo arranjaram uma solução: voltaram à rota de Lampedusa.
Palpita-me que os líderes europeus já perceberam que cometeram um grande erro ao despedir Kadhaffi. O problema é que ainda não perceberam o erro de entregar as chaves da porta da Europa a Erdogan.  Quando isso acontecer, talvez seja demasiado tarde e em seu lugar, na Casa Branca, esteja um tipo que incite ainda mais ao ódio aos refugiados.

6 comentários:

  1. Angela Merkel é a culpada, caso os líderes europeus entreguem as chaves da porta da Europa a um "Hurensohn" chamado Recep Tayyip Erdoğan.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pode substituir o "Hurensohn" pelo FDP, para que as pessoas que não sabem alemão percebam, Ematejoca.

      Eliminar
    2. Mas eu não quero que as pessoas que não sabem alemão percebam.

      Este comentário é só para si, Carlos, que talvez compreenda a raiva que tenho a Recep Tayyip Erdoğan e entretanto também à Angela Merkel.

      Eliminar
    3. Compreendo bem a sua raiva, principalmente depois das últimas exigências descabeladas, no intuito de limitar a liberdade de expressão na Alemanha. A verdade porém, é que com o eu escrevi na altura, o que está a acontecer era previsível...

      Eliminar