sexta-feira, 29 de abril de 2016

11º Mandamento: Não interferirás nos negócios (dos mensageiros) de Deus



Apesar do nome de corredor de automóveis, Emiliano Fittipaldi não conduz um Fórmula1, nem consta que participe em corridas de automóveis.  
Este jornalista italiano procura outras pistas. As que devolvam ao jornalismo de investigação a qualidade e o reconhecimento público.
Há já alguns anos que escreve sobre o Vaticano na  revista L'Espresso, mas a  sua investigação sobre os negócios escuros tem sido tão vasta e aprofundada, que Emiliano Fittipaldi acabou por escrever um livro sobre o submundo financeiro com sede na praça de S. Pedro.
O autor define "Avareza" como "um mapa da corrupção no Vaticano". Na entrevista à "Visão" desta semana, Fittipaldi  fala sobre alguns dos podres que revela no livro:
O dinheiro dos fiéis que devia ser para os pobres é investido em acções e imobiliário;
Há cardeais que vivem num luxo aviltante. Apartamentos de 40 m2, pedófilo que paga 50 mil euros mensais a uma secretária; verbas destinadas a hospitais desviadas para obras de restauro nas suas residências.
Para aperitivo, já não é mau. Mas fique também a saber que as beatificações são pagas a peso de ouro ( percebe agora  a razão de não haver santos pretos?) leia outras revelações que Fittipaldi faz na entrevista à Visão, e vai certamente ficar com vontade de ler "Avareza".
Talvez alguns leitores se estejam neste momento a interrogar:
- E  como reagiu o Vaticano?
Dir-lhe-ei que é no mínimo surpreendente. A reacção da Cúria foi apresentar queixa contra Emiliano Fittipaldi por " subtracção e divulgação de documentos reservados".
Ou seja. Ninguém, no Vaticano, nega os factos. Contesta é a sua divulgação. Creio que o Papa Francisco, sempre pronto a criticar alguns comportamentos e vícios dos membros do Vaticano e da Igreja em geral, ficou muito mal na fotografia, ao pedir a condenação do mensageiro e se remeter ao silêncio quanto à conduta dos membros da Cúria. 
 Está a chegar a hora de a Igreja propor um novo mandamento:
" Não interferirás nos negócios ( dos mensageiros) de Deus".

7 comentários:

  1. ~~~
    Não gostei da crítica ao Papa Francisco.

    É evidente que o Papa não faz parte de tais conluios e trapassas

    e precisa de tempo para investigar com o rigor conveniente.
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  2. Francisco ainda está vivo, porque tem um seguro de vida chamado Albino Luciani (João Paulo I).

    Vi ontem na televisão por cabo "Dinheiro Sagrado" e a conclusão era a de que ou o Papa conseguia parar com as negociatas de dinheiro vaticanista ou pouco mais restará do seu mandato.

    Amigo, bom fim de semana

    ResponderEliminar
  3. Lamento, a vida (e a morte) às vezes precipita e engole o quotidiano. Mas todos desconfiávamos disso mesmo.

    ResponderEliminar
  4. Quem se meter com a cúria, leva

    E este seu escrito
    funciona como um empurrãozito

    ResponderEliminar
  5. O Papa Francisco manda na maçã do escaravelho! Vai dizendo umas coisitas para tentar branquear a porcaria e distrair a populaça. Entretanto os cofres vão continuando a encher e as mordomias a aumentar. Ámen!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse Papa actual foi cardeal na Argentina dum criminoso ditador, o Videla, um dos piores da América do Sul, senão o pior. Vejam na Wikipédia! Nunca o criticou, nem o desmascarou, foi um cúmplice, como todos os padrecas, e agora arma-se em bonzinho - Que asco!!!

      Eliminar