quarta-feira, 16 de março de 2016

O convite


Alguns à esquerda indignaram-se. Outros à direita rebolaram-se de gozo. Aconteceu quando António Costa convidou Cavaco Silva para presidir a um conselho de ministros, acto que alguns interpretaram como a tentativa de Costa enterrar o machado de guerra nas relações com Cavaco.
Não me rebolei de gozo, mas também não me indignei. Classifiquei o convite de Costa como uma pequena vingança do nosso PM.
Ele sabe perfeitamente que Cavaco é um homem rancoroso e, mesmo que Costa fizesse o pino na marquise do Possolo, ou  um duplo mortal encarpado com pirueta na piscina da casa da Coelha, Cavaco nunca lhe perdoaria a afronta de ter sido obrigado a empossar um governo de esquerda. Vai daí, Costa utilizou a sua sabedoria oriental e convidou o então PR para presidir a um conselho de ministros cuja temática era o mar. Sim, esse mesmo mar que Cavaco desprezara enquanto pm, era-lhe servido como tema de um inédito conselho de ministros.
O convite foi uma humilhação, mas a estratégia de Costa falhou, porque nem  Cavaco, nem o seu séquito de apoiantes perceberam a mensagem.

7 comentários:

  1. Concordo consigo: foi mais uma bofetadinha de luva branca, do que propriamente uma tentaiva de conciliação. Também achei o tema muito bem escolhido, pois não dava azo a nenhuma discussão...Muito menos da parte do homem que acabou com as pescas em Portugal. :)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Ai não falhou não. Quem vê caras não vê corações:). Ele é palerma,mas não é tanto.

    ResponderEliminar
  3. Perceber perceberam mas engoliram em seco e nem sabem ao que lhe soube. Devem ter dito cousas pouco lindas sobre a destruição da frota pesqueira e da necessidade de reorganização do sector. Olha logo a que melros estavam a falar. Foi um vexame para o sr. Silva e comandita

    ResponderEliminar
  4. Creio que a estratégia de Costa funcionou como queria.
    Talvez Cavaco demore a recompor-se mas isso deve-se ao seu modo de (re)agir. Lento, muito lento e quase sempre parado.

    ResponderEliminar
  5. Amigo, se não perceberam a mim ainda me dá maior satisfação.

    Duvido , porém, que nenhuma das cabeças iluminadas daquele grupelho não tenha entendido.

    ResponderEliminar
  6. Ou fizeram-se de desentendidos....
    Estou com a São.

    ResponderEliminar
  7. O "bom" homem de Lisboa convidou o "bom" homem de Loulé, Boliqueime para presidir a um conselho de ministros.
    Que ternura, Carlos.

    O Marcelo Rebelo de Sousa foi visitar o Mário Soares a casa deste último, que tinha falhado a tomada de posse.
    Comovente! Comovente! Comovente!

    ResponderEliminar