quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Muita parra e pouca uva

Confesso que ainda não assisti a nenhum debate. Tenho-me comportado mais ou menos como o "pica no chão" e apenas tenho visto em modo zapping, durante escassos minutos, ou  os excertos que os telejornais vão passando.
De qualquer modo, deu para perceber que se a exemplo do que acontece noutros países, os debates televisivos servissem para perder ou conquistar votos, Marcelo Rebelo de Sousa estaria em maus lençóis, pois tem sido fácil aos outros candidatos desmascará-lo, mostrando os seus podres, as suas falsidades, as suas ligações quer ao regime do Estado Novo e a cumplicidade com os governos de direita depois do 25 de Abril.
Felizmente os portugueses não precisam dos debates para nada, porque já estão esclarecidos e sabem muito bem em quem vão votar. (Desta vez, incluo-me no mesmo rol de privilegiados esclarecidos e, por exclusão de partes, reduzi o leque das opções a dois candidatos).
Tenho de reconhecer que sinto alguma vergonha, mas quem tem pachorra para ver 25 debates, mesmo que curtos, monocórdicos e pouco esclarecedores?
No entanto, é preciso dizê-lo, tanta fartura de debates não tem correspondido a melhor informação, nem igualdade de tratamento, pois enquanto a RTP tem transmitido os debates em canal aberto, a SIC e a TVI optaram pelo cabo.  Não admira, pois, que os debates mais vistos até agora tenham sido os da RTP. Mesmo assim, na maioria dos debates a audiência fica muito aquém das homilias dominicais de Marcelo Rebelo de Sousa, que sempre apoiou a realização do maior numero de debates possível, porque o excesso desmotiva muita gente, o que só beneficia o professor, cujas contradições e mentiras passam assim despercebidas.

1 comentário:

  1. ~~~
    Saturada das últimas eleições,
    também só agora comecei a ver alguns debates, via PC...

    Interessa-me descobrir o que leva um candidato tão tímido
    a tão grande confronto... Não será apenas demagogia, como
    afirma, contudo, um independente é a melhor opção, face
    à atual conjuntura política...
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar