quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Lá vão eles brincar aos pobrezinhos!

Começa hoje a cimeira de Davos, que anualmengte reúne os mais ricos e poderosos do mundo.
 No início desta semana confirmou-se a notícia que já aqui dera no final do ano passado: 1% da população mundial detém a mesma riqueza que os restantes 99% e 62 pessoas detêm tanta riqueza como metade da população mais pobre do planeta.
Sobre isto não se discutirá em Davos mas, durante os aperitivos para cada refeição, gastar-se-á em champagne o suficiente para alimentar mil pessoas durante uma semana.
No final da reunião todos se vão mostrar muito pesarosos com os pobrezinhos, prometer algumas obras de caridade para acabar com  o flagelo da pobreza, rezar umas orações e, em privado, insultar o papa Francisco e chamar-lhe perigoso comunista.
Perante isto, não podemos encolher os ombros. Devemos é eleger políticos que ponham esta cambada a trabalhar,  a pagar impostos, a acabar com as off shores  e  a promover a redistribuição justa da riqueza. Se não o fizermos e continuarmos a votar nos partidos que conduziram o mundo a esta situação, com a promessa de que todos podemos ser ricos, não nos podemos queixar.  Temos aquilo que merecemos. E vota Marcelo, pá!

8 comentários:

  1. O que se passa em Davos é imoral.

    Quanto ao votar no catavento , é chocante , vamos ver o que nos espera. É um CROMO.
    M.A.A.

    ResponderEliminar
  2. ~~~
    Oxalá consigamos um presidente digno,
    e que governo seja exemplar.
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  3. Carlos,

    Não dois certames a ditar as estratégias para o Mundo
    É com Bilderberg
    que tudo acontece
    Davos é só um tomar de pulso

    ResponderEliminar
  4. Porque será que nunca tinha ouvido falar nesta cimeira? Enfim,não gosto desse espírito de cariadezinha, mas também é certo que se podiam reunir com objetivos piores...;)

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já escrevi várias vezes sobre Davos, Teté. Este ano, abordei esta cimeira dos mais ricos e poderosos com uma certa dose de ironia. Na verdade, eles não se reúnem para combater a pobreza, mas sim para criar mais riqueza. Embora, como escreve o Rogério, seja em Bilderberg que se tomam as grandes decisões, em Davos lançam-se as bases para o esmifranço anual.
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Um nojo estas «cimeiras»!!! (E o Marcelo também....)

    ResponderEliminar