domingo, 7 de junho de 2015

Não caiam em tentação

Alguma imprensa desportiva avança com a possibilidade de  a nova direcção da FIFA ( a eleger entre Dezembro e Março)  retirar a organização dos Mundiais de Futebol à Rússia e ao Qatar. Possibilidade que ganha mais força, se o  novo presidente for um europeu.
Penso que seria um erro monstruoso. Desviar o mundial da Rússia será sempre visto como uma opção política visando penalizar Putin e isso poderá causar danos ao presidente que vier a ser eleito.
A retirada do mundial ao Qatar poderia, eventualmente, ser mais consensual, mas seria um desrespeito pelos 1200 trabalhadores que já morreram na construção dos estádios.

Bibó Porto (53)


Aquecendo os motores no NOS Primavera Sound 2015