quinta-feira, 16 de abril de 2015

Ser tuga é...

Insultar e ameaçar  uma advogada que  não se recusa a defender um  homem  que matou um filho bebé. 
O tuga não consegue compreender que mesmo o criminoso mais hediondo tem direito a uma defesa. Como qualquer doente, por mais crimes abomináveis que tenha cometido, tem direito a um médico que trate.

Passos em momento dor de corno

Se António Costa já disse que nunca se coligaria com o PSD, qual é a necessidade de  Passos Coelho vir dizer que nunca formará governo com o PS?
Faz lembrar aquele  tipo que depois de ter sido rejeitado pela namorada,  foi ao café e disse aos amigos: acabei tudo com ela!

É uma questão de buracos

Passos diz que o país precisa da TSU como de pão para a boca. Portas, que sempre foi contra a TSU, agora concorda com Passos Coelho. Não porque  o país precise da TSU como de pão para a boca, mas sim porque a coligação com o PSD é indispensável para tentar assegurar um lugar para o rabinho no conselho de ministros.

Governo em modo delirium tremens


O governo entrou em fase delirium tremens. Situação recorrente neste executivo, mas que tem picos na Primavera. Só esta semana, destaque para  três momentos zen ( embora fossem muitos mais)

Apoio  ao truca truca
Depois de aumentar o horário de trabalho na função pública para 40 horas semanais,  apenas porque sim,  lembrou-se que era preciso fomentar o apoio à natalidade e propõe a possibilidade de pais e avós trabalharem a meio tempo recebendo 60% do salário.
(Não seria melhor reduzir o horário novamente para as 35 horas e pagar apenas 50% aos trabalhadores em part-time?)

Se vai  legislar, não beba
Movido pela fúria legífera , aprovou uma lei que proíbe o consumo de álcool a menores de 18 anos, mas reduziu a capacidade operacional da ASAE. Sem meios  para  fiscalizar  o cumprimento  da Lei, como é que o governo pensa  fazer cumpri-la?

Teimosia ou psicopatia?
Passos Coelho insiste na redução da TSU para as empresas, agora com a nuance de não   prejudicar os trabalhadores.  Como? Segundo explicou Marco António Costa, numa primeira fase a perda de receitas  da segurança social será compensada através da injecção de verbas  provenientes do Orçamento de Estado.  Ou seja, serão os contribuintes a pagar  este favor do governo aos patrões.  Como já acontece, por via da descida do IRC. Os trabalhadores não serão contribuintes ?

Rapidinha

Agora que já celebrei  com uma francesinha "à maneira", venho aqui só para vos dizer que foi uma grande noite mas, se o árbitro tivesse cumprido as leis do jogo, o Neuer tinha sido expulso aos 4 minutos no lance do penalty e a vitória poderia ter tido outros números.
Apesar da brilhante vitória ( O Bayern nunca tinha perdido em Portugal e a única equipa portuguesa a vencê-lo, até agora, tinha sido o FC do Porto na célebre final de Viena)  continuo a não acreditar que o meu clube passe às meias finais. Não só porque o Bayern é uma das melhores equipas europeias e fortíssima candidata a vencer a Liga dos Campeões este ano, mas também porque em Munique vamos jogar sem os dois defesas laterais.
Eu sei que a esperança é a última a morrer, mas é preciso ser realista.
Por aqui me fico, porque daqui a nada tenho de estar a pé para a viagem de regresso.
BIBÓ PORTO!