sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Às vezes somos mesmo gregos...

José Carlos Saldanha  tem Hepatite C. Escreveu ao ministro da saúde a pedir que lhe fosse disponibilizado o medicamento e lhe desse o direito de viver. Comprometia-se a pagar metade do preço. Paulo Macedo não lhe respondeu. 
Jose Carlos Saldanha não se conformou. Queria viver e estava disposto a tudo. Nada tinha a perder. Na quarta-feira foi  à AR  assistir à audição de Paulo Macedo na comissão parlamentar de saúde. Escutou o ministro e, a determinada altura, levantou-se e interpelou-o vigorosamente, terminando com um " mas eu a si um dia apanho-o lá fora, na Justiça!"
A sua intervenção obrigou o governo a acelerar um processo de negociação com a farmacêutica e deixar de engonhar.
No dia segunte o ministério da saúde comunicou-lhe que ia ter acesso ao medicamento. Mas não só ele. Todos os  13 mil doentes com Hepatite C.
Uma excelente notícia, que só foi possível porque um homem recusou calar-se e ousou lutar, enfrentando um ministro olhos nos olhos. Teve a recompensa. 
Vale sempre a pena lutar pelos nossos direitos, quando sabemos que a razão está do nosso lado. 
 Só é de lamentar  que os tugas estejam sempre à espera que alguém lute por eles. Como ficou demonstrado na manifestação dos doentes com Hepatite C. Dos 13 mil, apenas centena e meia esteve presente. 
Ou como fica demonstrado ( com raras excepções que confirmam a regra)  sempre que há manifestações em Portugal.

Mas que grande piolheira!

Na SIC, o jornalista informa que há cada  vez mais pessoas com piolhos.De imediato penso que se deve ao facto de este governo ser uma piolheira. Engano. Um especialista convocado para a Edição da Manhã explica que a culpa é das selfies. As pessoas encostam a cabeça para a posteridade e os piolhos aproveitam para mudar de hospedeiro.
Fiquei a perceber melhor a razão de as selfies estarem em decadência, mas pergunto-me: será que esta nova moda fotográfica de fazer cara de cú é isenta de riscos?

Ser tuga é...

... andar a discutir acaloradamente uma taxa de 1€ por dormida, paga por turistas, e esboçar um bocejo quando se  lembra que a taxa do IVA na hotelaria e restauração subiu de 13% para 23%, e é paga por todos os portugueses, diariamente!