segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Precisam de fotografia, ou basta a legenda?

Juízes não terão salários blindados, mas ganham subsídio de exclusividade

Livrem-me deste gajo!

Para quem ainda tinha dúvidas sobre a vontade de Passos Coelho se ver livre de Paulo Portas,  Marco António Costa encarregou-se de colocar as coisas de uma forma muito clara, na reunião de hoje com António Costa:
Dizer "O  CDS se quiser que apareça", é o mesmo que um tipo convidar umas amigas para uma festa lá em casa e dizer à namorada  "esta noite vou dar uma festa lá em casa. Se quiseres, aparece!"
Sem pingo de vergonha, Paulo Portas aceita mais esta humilhação com um sorriso nos lábios.

O professor Martelo anda em maré de azar


Há uma semana, Marcelo Rebelo de Sousa garantia que as atenções sobre a prisão de Sócrates tendiam a disspar-se e em breve o ex-pm seria um homem só a esvaziar-se. Uma semana depois, Sócrates é a notícia do fim de semana.
Marcelo anda em maré de azar. 
Mas como um azar nunca vem só, minutos depois de ter brindado à anunciada desistência de Guterres à corrida a  Belém, divulgada em primeira página pelo pasquim do arquitecto,o próprio veio desmentir ao Expresso a desistência e deixar tudo em aberto.
Ontem, a sua homilia foi um total desvario. Chegou a ser mesmo patética quando abordou a entrevista de Sócrates. O caso BES parece tê-lo abalado profundamente e  Marcelo começa a dar alguns indícios de senilidade precoce.

É o cú...mulo!

Os pasquins enchem-se todos os dias de notícias com pormenores sobre o processo de Sócrates, que só podem ter sido soprados pelo MP.
Nem o juiz Carlos Alexandre nem o MP reagiram a tais notícias que visam, deliberadamente, criar na opinião pública  a ideia de que Sócrates é culpado e dar argumentos à acusação.
Bastou, no entanto, Sócrates responder a umas perguntas da TVI para se defender dessas acusações e logo Carlos Alexandre e o MP reagiram com ameaças a Sócrates. ( Dou de barato que o DN não inventou a notícia, obviamente...)
Se isto é a imparcialidade da justiça vou ali e já venho.