terça-feira, 10 de novembro de 2015

Ou é azia...

... ou efeito da anestesia, mas...
- estou comovido com a preocupação do CDS e do PSD  pela "perda de identidade" do PCP e do BE;
-  estou desvanecido com os democratas da treta que, depois de andarem anos e anos a lamentar a falta de entendimento entre a esquerda, hoje se manifestam muito preocupados com o acordo que irá permitir derrubar o governo do PAF;
- sinto que estou a viver um momento histórico e tenho a sensação que alguma coisa já está a mudar na comunicação social portuguesa;
- estou desde ontem a assistir a debates na AR apenas por prazer e sem deveres profissionais, o que já não me era "permitido" há muito tempo;
- estou em dificuldades para utilizar os C,D e F do teclado do meu computador, o que deve ter algum significado, mas eu ainda não descobri qual é...  

8 comentários:

  1. Depois de ouvir o escarninho do Portas a dizer " vossa geringonça", atirei-me ao comando e mudei de canal!
    As melhoras!

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. As suas melhoras, Carlos.Quanto a estes "geringonços" , coitados, nem souberam perder com elegância. Destilam fel por todos os poros.
    Um abraço da Celene

    ResponderEliminar
  4. Ganhámos, Carlos. Grande beijinho e melhoras.

    Ana

    ResponderEliminar
  5. Gentinha vil e nojenta.... Entretanto, vivem-se momentos históricos!

    Boas melhoras. Não se esforce!!!

    ResponderEliminar
  6. «depois de andarem anos e anos a lamentar a falta de entendimento entre a esquerda, hoje se manifestam muito preocupados com o acordo que irá permitir derrubar o governo do PAF»

    Carlos, eu sou dos que sempre disse que o PS também se devia entender ou tentar entender, não só à direita, mas também à esquerda. Apenas lamento é que o faça numa posição de fraqueza e de cedência e não numa posição de força. Repare que o PS é que está a ceder em tudo, quando mesmo estando numa fase de fraqueza (afinal perdeu as eleições) tem mais votos que o BE e PCP juntos.
    O pressuposto para o PS negociar à esquerda, devia ser uma mudança do BE e do PCP no sentido de aproximação às matrizes ideológicas do PS e não o contrário.

    ResponderEliminar