segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Serviço Nacional de Saúde

O SNS esta cada vez melhor! Mandaram- me estar no Curry Cabral hoje  as 9 da manha para ser internado e operado amanha. Terminada a consulta de anestesia cerca das 10, disseram-me para aguardar que uma enfermeira me viesse buscar para procder as formalidades de internamento.
As 15 horas consegui, finalmente, que alguém melevasse para uma enfermaria,onde uma enfermeira me fez as mesmas perguntas que me tinham feito na consulta de anestesia. Depois de estar instalado pedi uma almofada. Ao fim de muitas insistências, lá me disseram que nao havia almofadas. Enfureci, obviamente. Uma diligente enfermeira , passados alguns minutos, chegou triunfal com uma almofada...roubada a outro doente. 

28 comentários:

  1. Não te enerves!

    Quando saíres do Hospital já o nosso bando CDS/PSD resolveu tudo.

    Beijinhos, amigo, e volta depressa

    ResponderEliminar
  2. É triste e é assustador este estado de coisas.
    É preciso ir reclamando a "falta de almofadas", sempre!
    Fico a torcer para que tudo te corra muito bem e até breve!

    ResponderEliminar
  3. Grande abraço Carlos.
    Ainda nos havemos de rir da história da almofada.

    Força
    Rodrigo

    ResponderEliminar
  4. Em Outubro de 2013, no hospital em que estive internado, não havia almofadas para os doentes. Tive sorte, apanhei a última.
    Justificação do pessoal: as almofadas iam para a lavandaria e não regressavam.
    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Amigo Carlos, infelizmente a situação do SNS é esta, no entanto desejo sinceramente que a operação seja um sucesso e que volte depressa para a nossa companhia.

    Um grande beijinho

    ResponderEliminar
  6. Pedia para alguém lhe levar uma almofada e o assunto ficava resolvido.
    Quando era jovem e ia para fóra , a primeira coisa que metia na mala era a minha deliciosa almofadinha...
    Que seja bem atendido é o que se deseja , não é ?
    M.A.A.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como é fácil a vida para certas pessoas. Quando estive doente e quando a minha mãe esteve acamada, durante anos, até e à morte, nunca tive ninguém que me satisfizesse um pedido. Tudo teve de ser pago. Sempre contaram comigo só quando fui útil para eles, os ditos amigos. Experimentem precisar de alguém e verão quem são os vossos amigos. hoje ainda estou mais triste e amarga. Um amigo a quem eu fui muitas vezes útil, telefonou-me a semana passada a dizer que estava internado há uns dias no hospital de Cascais, mas que já estava melhor eia sair brevemente. Hoje tentei saber dele. Afinal já foi enterrado a semana passada. Era um amigo de há mais de 40 anos. Foi ele que me ensinou a ser um ás ao volante. É assim a porca da vida. E nem fazem ideia as histórias de hospitais que eu tenho para contar.

      Eliminar
  7. Que tristeza! Ao que nós chegámos!!
    Olhe: eu vivo em Leiria, mas se precisar muito de alguma coisa, diga que em duas horas ponho-me lá!!! A sério! Vou mandar-lhe o meu contacto por mail.

    Beijinhos. Calma. E força!!!

    ResponderEliminar
  8. Estou com o folha seca. Havemos de nos rir, nos e o Carlos, sobre o caso da almofada.
    Boa sorte, Carlos.
    Abraco

    ResponderEliminar
  9. Isso enfurece, Carlos.
    Também espero que ainda venhamos a rir com esse episódio.
    Para já só causa fúria.
    Aquele abraço!!

    ResponderEliminar
  10. Rápidas melhoras, Carlos.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  11. Qu a mão do cirurgião não trema!

    BOAS ME RÁPIDAS MELHORAS

    duarteO

    ResponderEliminar
  12. Força! E vai correr tudo bem.
    Isis

    ResponderEliminar
  13. Mau, querem ver que afinal no privado é que é bom!?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apetece-me mandá-lo para o seu ponto de origem para ver se ganha vergonha na cara. Estou farta de sacanas e nem nos blogues dos outros me consigo calar. Já sofremos demais!

      Eliminar
  14. Carlos, se este governo visse a luz do dia, o que seria do SNS se o anormal lambe-botas indigitado governasse. Era perder todas as esperanças. Que tenha sorte e não sofra muito é o que eu lhe desejo.

    ResponderEliminar
  15. Primeiramente quero felicita-lo por estar de volta à escrita, pensei que nunca mais ia publicar nada ao ponto de eu perder o hábito de vir aqui. Infelizmente reparei que está doente, espero por isso rápidas melhoras.

    Quanto ao episódio descrito em cima, é algo caricato, mas apesar disso, sabia que o nosso Serviço Nacional de Saúde é o 12.º melhor a nível mundial? Bem sei que isto para quem está doente não serve de grande consolo.
    Mais uma vez as melhoras!

    ResponderEliminar
  16. É bom sinal, quando o Carlos enfurece.

    Um grande abraço e rápidas melhoras.

    ResponderEliminar
  17. Um grande beijo, Carlos.
    Quando este governo cair... se cair, esperança temos em mais "almofadinhas" de conforto.

    Tudo pelo melhor.

    ResponderEliminar
  18. Parece que isto está mesmo mal.
    um beijinho e as melhoras.
    Gábi

    ResponderEliminar
  19. Parece que isto está mesmo mal.
    um beijinho e as melhoras.
    Gábi

    ResponderEliminar
  20. Para a proxima leva a almofada de casa e um lanchinho pois por muito que te custe a hotelaria não é apanágio do SNS, para alé de te operarem de borla ainda queria almofada de penas. falam de barriga cheia em casa se calhar a almofada é um tijolo de demolição e o teto a ponte da auto estrada

    ResponderEliminar