sexta-feira, 31 de julho de 2015

Bêbada, disse ela

Isabel Vaz embebedou-se quando a Fosun comprou a Luzsaúde e o efeito ainda não passou. Vai votar Passo Coelho

Bem aventurados os pobre de espírito



Um jogador de futebol português transferiu-se para um clube espanhol. Na cerimónia de apresentação no seu novo clube vestiu uma t-shirt com a  fotografia de Franco estampada. Perante a indignação da comunicação social e das redes sociais, o jogador tuga pediu desculpa e garantiu que não sabia que a fotografia da t-shirt era do ditador.
Por mim está desculpado. Em Outubro haverá muito tuga que irá votar na coligação, porque ignora o mal que esta fará aos seus pais, aos seus filhos e a eles próprios. Essa ignorância parece-me muito mais grave do que a do jogador de futebol tuga, nascido para pensar com os pés.

Resumindo...

O programa do governo para a próxima legislatura, ontem divulgado pela dupla Passos/Portas é isto:

Ou, se preferirem, um pouco mais disto:



É preciso não ter um pingo de vergonha na puta da tromba!

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Não foi por acaso...

... que Paulo Macedo disse que gostaria de transferir a sede do ministério da saúde para o Júlio de Matos. Ele só queria dar o exemplo.

Barata tonta



Passos Coelho parece uma barata tonta. Há dias dizia que só depois das eleições tentaria definir, com o apoio do PS,  como seria o corte dos 600 milhões na SS. Dias depois, contrariando Maria Luís Albuquerque, disse que não haveria corte nas pensões. Ontem, em entrevista ao Negócios disse que as pensões em pagamento não sofreriam cortes, apenas as futuras.
Em Abril o tipo que se intitula pm dizia que a redução da TSU era uma medida intrumental para o pais se tornar mais atractivo ao investimento. Há dias veio dizer que a redução será apenas para algumas empresas "em zonas de baixa densidade populacional".
Passos Coelho pode esforçar-se muito nesta campanha eleitoral para iludir e enganar uma vez mais os eleitores com promessas que todos sabemos que não irá cumprir, mas não consegue é despir a capa de aldrabão e troca tintas. Além de ser uma característica pessoal, a capa permite-lhe ainda encontrar sempre um argumento para justificar as suas petas, recorrendo à entrevista ou declarações que mais lhe convenham. 
Adenda: hoje a coligação irá apresentar o seu programa. Preparem-se para eleger as 10 promessas que  o PSD/CDS não irá cumprir se for governo.Por agora, a única coisa que se sabe é que o programa eleitoral não inclui contas. O que não admira, pois este governo sempre foi mau a fazê-las.

Deputados objecto

Há dias a comunicação social noticiou a  integração de uma invisual na lista de Lisboa do PS e de um transexual  nas listas do BE por Setúbal, ambos em lugar elegível.
Saúdo inequivocamente a integração de deputados representando minorias ou movimentos fracturantes da sociedade e só lamento que em mais de 40 anos de democracia, a escolha de uma deputada invisual e de um transsexual seja notícia, porque isso revela que estamos ainda muito longe de atingir a maturidade democrática. Mas o  que verdadeiramente me encanita,  é ler as notícias e não ficar a saber quem são  a transexual, ou a invisual. O que fazem na vida? Quais as suas habilitações académicas e experiência política? 
Eu não quero ter na AR deputados objecto que os partidos escolhem para as suas listas com intuitos eleitoralistas. Quero pessoas que pensem. Independentemente de serem pretos ou  loiros com olhos azuis, testemunhas de Jeová ou ateus, miss Portugal ou sem abrigo, quero  ter na AR deputados capazes  que tenham ideias  e digam ao que vêm.  Sobre isso, fiquei sem saber nada através dos jornais.

terça-feira, 28 de julho de 2015

Peixoto, o "lambe cús"



Passos Coelho tinha acabado de lançar uma guerra civil entre os portugueses tomando medidas que punham desempregados contra pensionistas,  funcionários públicos contra trabalhadores do sector privado e jovens contra velhos, quando um obscuro deputado do PSD, de seu nome Carlos Peixoto, escreveu um artigo no jornal i, onde desferia um ataque ignominioso aos velhos, que apelidou de “peste grisalha”.
As redes sociais inflamaram-se e até Helena Sacadura Cabral, mãe de Paulo Portas, se insurgiu contra o deputado lambe cús.
Hoje, ao  ver os nomes dos cabeças de lista do PSD, constato que o pulha foi promovido a cabeça de lista na Guarda. Embora não seja surpresa, fica demonstrado mais uma vez na agremiação laranja os pulhas são recompensados e provavelmente haverá muitos reformados egitenses que votarão nesta sinistra figura. É a isso que eles chamam renovação.

Ó tia! Já percebeu, ou precisa de um desenho?

A tia Maria João, que tanto se escandaliza quando um cidadão chama gatunos ou vigaristas à trupe que assaltou o pote, não deve ver a TVI 24. É pena, porque se o fizesse já teria ouvido Manuela Ferreira Leite explicar que a devolução da sobretaxa do IRS é uma vigarice deste governo. 

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Da série "eu sou um político sério"

Governo desviou dinheiro do IVA para pagar AUDI's da factura da sorte.

Da série a crise ficou para trás

A gangrena




Ouvi dizer que Cavaco desvalorizou a eventual saída da Grécia da zona Euro, alegando que ainda ficariam 18 países.
É natural que o inquilino de Belém já não tenha discernimento para perceber que a saída de um estado membro da zona euro terá um efeito de gangrena  mas - embora não deseje nada de mal ao senhor presidente-  lembro-lhe que no caso de ter uma gangrena e ser obrigado à amputação de um dedo do pé, não se deve preocupar, pois ainda ficam nove e a perna toda para amputação posterior. E depois ainda tem outro pé e outra perna, antes de ficar podre por dentro.
Já agora, lembro a família Cavaco que não se deve preocupar com a posição que o patriarca Aníbal ocupa na foto, junto ao precipício. Se por acaso ele cair, ainda ficam 10 membros da família.

domingo, 26 de julho de 2015

Para memória futura

Ontem, Jerónimo de Sousa esteve reunido no Seixal com reformados e pensionistas. Fartou-se de criticar o programa do PS em matéria de segurança social e política de emprego, mas sobre os 600 milhões que o governo quer cortar nas pensões, nem uma palavra.
PPC tem em Jerónimo um amigo para a vida.

sábado, 25 de julho de 2015

Coisas que podem acontecer no supermercado

Um sujeito está na fila da caixa no supermercado.
De repente, observa que uma loiraça lhe acena e lança um sorriso daqueles de cair o queixo.
Ele deixa por momentos o carrinho das compras na fila, dirige-se à loiraça e pergunta com voz delicodoce:
- Desculpe, será que nos conhecemos?
Ela responde, sempre com aquele sorriso:
- Não se lembra de mim? Você é o pai de uma das minhas crianças...
O tipo põe-se imediatamente a vasculhar a memória e pensa na única vez em que foi infiel à esposa, perguntando de imediato à loiraça:
- Não me diga que você é aquela stripper da Zuleika Drinks, que depois de um show de sexo, acabamos os dois sobre uma mesa de bilhar, diante de todos os presentes e eu totalmente bêbado?
Resposta imediata da loiraça:
- Ó Homem, controle-se! Eu sou a professora do seu filho!
( Nem preciso de dizer qual é fonte, pois não?)

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Cassettes

Passo Coelho admitiu  não ter cumprido algumas das promessas eleitorais de 2011 mas, garante, a  culpa foi do PS.
O PCP reagiu à entrevista dizendo que  Passos Coelho é mentiroso, mas salientou diversas vezes que a culpa também  é do PS.
As cassettes são parecidas, por isso, pode haver uma nova aliança em perspectiva, no caso de a coligação não ter maioria nas legislativas de Outubro.

Empurrar o problema com a barriga

A UE decidiu adiar para o fim do ano uma solução sobre os imigrantes ilegais que diariamente entram na Grécia e em Itália.
Como se trata de um problema de pessoas e não de dinheiro, a comunicação social tuga não deu grande relevância a este assunto. 
Alinhados com o projecto de ganância europeu, os jornalistas tugas acreditam que o tempo resolve o assunto.
Aconselho-os a lerem a imprensa estrangeira, para perceberem o que se está a passar no sul da Europa.

Arquive-se!

Em finais de 2012, na sequência da notícia divulgada pelo Público, sobre irregularidades na Tecnoforma, Ana Gomes apresentou uma queixa ao   organismo europeu de luta anti fraude. 
A investigação daquele organismo independente detectou irregularidades fiscais e penais na atribuição e aplicação de fundos europeus à Tecnoforma cujo adminisitrador, à época em que os factos ocorreram, era Pedro Passos Coelho
. Foi, aliás, o actual pm quem assinou, com Nogueira Leite, os projectos cujas irregularidades foram detectadas pelo OLAF.
A PGR confirmou a recepção do relatório do OLAF mas, como já aconteceu com outros processos envolvendo a Tecnoforma, espera-se que a investigação vá engonhando até à prescrição.
Quanto à restante comunicação social, é provável que se esqueça rapidamente do assunto, para não causar incómodos ao senhor presidente do conselho e seus amigalhaços.

Toma lá o troco

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Há sempre uma primeira vez...

Quem havia de dizer que um dia iria estar de acordo com Rui Rio?
Já diversas vezes  escrevi aqui o mesmo por outras palavars, mas dito por um candidato a Belém, as palavras ganham outra força..

Vá lá, tenham juizo e sigam o conselho da alcagoita

Ontem poupei-me  a ver a comunicação de Cavaco ao país  e a entrevista de Rui Rio à RTP.
Hoje, dia de regresso ao trabalho,  ouvi logo pela manhã as conversas de alguns camaradas  e aproveitei a hora do almoço para  ver em diferido a mensagem da pitonisa de Belém.
Eu já tinha avisado que Cavaco não se coibiria de fazer campanha eleitoral, mas pensava que só depois de regressar das férias na praia da Coelha se apresentaria ao serviço. Enganei-me. Antes de ir para férias o insolente de Boliqueime decidiu aconselhar o voto na maioria e, aos descontentes  com a governação dos seus amigos do governo, sugeriu que votassem no PS.  Nos outros partidos  é que, na opinião de Cavaco, não valerá a pena votar, porque só contribuem para a instabilidade do país.
O topete da alcagoita de Boliqueime é incomensurável. Como é que um PR  pode ser tão cretino, ao ponto de sugerir que votos em partidos que estejam fora do arco da governação são um desperdício, porque não contribuem para a estabilidade de que o país precisa?
Curiosamente, creio que a mensagem de Cavaco poderá  vir a ter um efeito contrário ao desejado, no caso de ter tido grande audiência. Muitos eleitores indecisos, depois de ouvirem a abencerragem, serão tentados a votar no PCP e no BE, para mostrarem que medo é coisa que não lhes assiste. 
Este país precisa de gente com coragem ( o que infelizmente parece faltar a António Costa) e não de seguidores de Merkel e Schaueble.  O líder do PS tem de mostrar que, embora não seja o Tsipras, está disposto a lutar até ao fim pela dignificação do país e pela dignidade dos portugueses. E tem de dizer, preto no branco, como o vai fazer. Se não for claro na sua estratégia, terá uma derrota humilhante nas eleições de 4 de Outubro. Cenário que, aliás, há já alguns meses se vem tornando bastante verosímil. 

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Primaveras

Tivemos a Primavera de Praga que acabou com a invasão das tropas soviéticas e um banho de sangue.
Tivemos a Primavera Árabe que provocou ondas de entusiasmo e fervorosas declarações sobre a vitória da democracia, mas  acabou com governos ainda mais autoritários do que os que foram derrubados e  fez desabrochar esse belo exemplo de democracia que é o ISIS.
Tivemos a Primavera grega que  muitos acreditam ter terminado com a capitulação de Tsipras e sem derramamento de sangue, mas na verdade é ainda muito cedo para sabermos como vai acabar.

terça-feira, 21 de julho de 2015

Ó tia! Deixe de ser parva

"Paulo Portas tem de fazer uma campanha onde apele a votos mais qualificados do que os dos feirantes e outros similares"
Maria João Avillez em comentário à entrevista de Paulo Portas à SIC ( que não vi)

Finalmente, boas notícias...

Seis dias depois de regressar a Lisboa constato, com grande alívio, que o país está realmente muito melhor!
É certo que a dívida aumentou, os juros vão subir, as exportações desceram, as importações cresceram, o défice aumentou  e somos o quinto país do mundo que perdeu mais população... mas que importa isso se somos o país da UE onde mais aumentou a compra de automóveis?
Além disso continuamos a fazer milagres: em Junho inscreveram-se mais 50 mil pessoas nos centros de emprego, mas o desemprego baixou, os estágios profissionais só servem para a estatística- não geram emprego, porque logo que a teta do Estado seca, as empresas dispensam-nos-  o BPN continua a ser um sorvedouro de dinheiros públicos e, last but not the least, todos os dias o Tribunal de Contas revela números de ilusionismo de  Marilú e Passos. O último foi esconder, debaixo do tapete, verbas do Fundo de Resolução. 
Alguém bem informado garantiu-me que é apenas a ponta de um iceberg  das contas marteladas deste governo, esperando-se nas próximas semanas revelações sobre outro lixo escondido pela dupla Professor(a) Chanfrado e Professor Pardal.
Como isto está bom demais, vou para a Grécia na próxima semana.

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Talvez não fosse má ideia, um novo muro de Berlim...



Antes de partir de férias disse a alguns amigos que, em virtude da crise, não estava certo se ainda haveria UE quando regressasse a Lisboa.
Aparentemente ainda existe, mas só no papel. A UE acabou no fim de semana em que o paraplégico hitleriano  cavou fortes dissidências entre os 19, ao querer impôr a saída da Grécia do euro, deixando claras as divergências entre Alemanha e França.
E se o facto de a UE ter deixado de falar a uma só voz é uma boa notícia, a verdade é que as divergências no seio do Eurogrupo deixarão feridas profundas.
Nunca, desde o final da segunda guerra, terá sido tão importante uma oposição forte aos desígnios da Alemanha que lançou a Europa para duas guerras absurdas e está a tentar consumar a terceira num tabuleiro de Monopólio, sem recurso a exércitos e sem disparar um tiro.
 Eu sei que comunistas e esquerda folclórica garantem que os partidos socialistas europeus em nada divergem dos liberais e conservadores mas, apesar de parecerem iguais, Hollande não é Sarkozy e a sua relação com Merkel assenta em bases bastante diversas do homem que o precedeu no Eliseu.
Para salvar a Europa, talvez não fosse má ideia expulsar a Alemanha do euro e  reconstruir o muro de Berlim. Estirpava-se de uma vez o cancro que é esse país onde criminosos e loucos acabam sempre no poder e ninguém estranharia a construção de mais um muro... afinal a Hungria está a construir um de 175 kms e 4 metros de altura na fronteira com a Sérvia e a Bulgária também já iniciou a construção de um muro na fronteira com a Turquia e ninguém parece preocupar-se com isso.
Não há pois razão para que, numa UE de condomínios privados, haja um administrador prepotente que obriga todos os condóminos a pagar quotas, mas não paga a sua e ainda tem o desplante de colocar na sua conta bancária, uma boa fatia das quotas dos outros. 
Se isto se passasse num país decente como o nosso, o juiz Carlos Alexandre e o procurador Rosário Teixeira já teriam decretado a prisão preventiva de Schaueble.

Eles falam, falam...

 

Exultei com a vitória do OXI e enalteci a coragem do povo grego que recusou vergar –se aos ditadores alemães, mas por pouco tempo.
 Na manhã seguinte, em Moscovo, uma russa nostálgica dos tempos da URSS a residir na Alemanha desde 1997, afiançava-me que a esmagadora vitória do NÃO tinha  sido o pior resultado possível para o Syriza.
Schaueble não perdoará o atrevimento de Tsipras ao marcar o referendo e agora vai obrigar a  Grécia a sair do euro, ou a aceitar um programa de austeridade  ainda pior do que o anterior. E isso o Syriza não pode aceitar. Até ao final da semana   Tsipras demite-se e marca novas eleições, ou passa a governar como a direita.
Vocês andam muito preocupados com o Putin e com a extrema  direita, mas o verdadeiro perigo para a Europa é a Alemanha  de Schaueble.  Ele tem um programa para anexar a Europa e conta com apoio dos países bálticos, da Hungria, da Polónia, da Finlândia e da Espanha  para o concretizar ( por deferência não mencionou Portugal, mas  era óbvio que  estava na sua lista mental de inimigos da democracia). Tsipras é o típico esquerdista  incoerente, que nunca cresceu  e não tem  bases sólidas para governar. Como acontece com muitos esquerdistas, vai acabar ao colo da direita.” ( Lembrei-me logo de Barroso, mas não disse nada)
Os dias seguintes vieram confirmar o pior cenário, mas Tsipras não se demitiu. Não voltei a falar com Júlia mas, se o tivesse  feito, ter-lhe-ia dito o que já aqui escrevi várias vezes. A guerra na Europa já começou há muito, mas não se faz com tanques. Segue a estratégia do Monopólio.
Na verdade,  duas semanas depois, a  única coisa que me surpreende é ver Tsipras agarrado ao poder como uma lapa. Depois da prova de coragem dada no dia 5 de Julho, os gregos não mereciam um comportamento tão indigno do primeiro ministro que elegeram movidos por uma onda de esperança.
Não sei se Tsipras foi ingénuo  ou inábil mas, preferir dialogar directamente com Merkel a procurar o apoio de  países como França e Itália que estavam dispostos a enfrentar a Alemanha para  ajudar a Grécia, representou a sua derrota e a humilhação do povo grego.  Tsipras  acreditou que sozinho seria capaz de vergar Merkel, mas  sobrestimou as suas capacidades que - percebemos todos agora- são muito escassas.
Schauebel   e os seus aliados comportaram-se como monstros que são e isso não é novidade, mas Tsipras comportou-se como um idiota e enganou o povo grego, o que também é indesculpável.
Uma boa lição para as extremas esquerdas europeias e um aviso aos partidos comunistas: enquanto continuarem a recusar alianças à esquerda com os socialistas, estão apenas a condenar os povos dos seus países a mais sacrifícios. Passos e Portas esperam que a esquerda tuga continue a ser estúpida, pois isso aumenta as suas possibilidades de renovarem o mandato por mais quatro anos.

domingo, 19 de julho de 2015

Bibó Porto (56) - Com um desvio a Guimarães




Se bem se recordam, comecei esta rubrica com uma alusão a este monumento vivo da cidade do Porto.
Quis o destino que, terminadas as férias, constate que ao retomar o "Bibó Porto- O Porto é uma Naçom"  há fortes razões para fazer menção a outro monumento que passou a fazer parte integrante do cenário tripeiro.
Atendendo a que se trata de um monumento importado e que mostrou grande relutância em ir para a Invicta, a partir da próxima semana esta rubrica não deixará de ter em atenção a necessidade de a ambientar à cidade que a vai acolher durante os dois próximos anos.
Como prova de amizade, deixo já um aviso:
Quando fores a Guimarães, tapa bem as pernas, Sara...

sábado, 18 de julho de 2015

Diz-me com quem andas...

O marido de Maria Luís Albuquerque foi acusado de cinco crimes de difamação, injúria e coacção, na sequência de ameaças e insultos a um ex-colega jornalista do Diário Económico.O teor dos insultos e das ameaças falam por si.
Já a esposa, que roubou centenas de milhares de portugueses numa sociedade em comandita com Passos Coelho e o ministro da saúde, Macedo, continua a exercer funções ministeriais, apesar de o TdC ter concluído que são culpados de um desvio gigantesco  de verbas dos bolsos de cidadãos indefesos.
Conclusão: em Portugal é mais grave insultar alguém, do que roubar milhares de pessoas. 
Quanto à senhora ministra, que tão mal acompanhada parece andar quer no governo, quer em casa,lembro-me sempre daquele ditado popular, " diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és".

sexta-feira, 17 de julho de 2015

Desculpem se me enganei...

Regressei ontem de férias e ainda não tive oportunidade de me actualizar sobre o que se passou em Portugal nestas últimas semanas. Durante esse período apenas fui acompanhando ( ainda que de forma irregular) a evolução da crise grega e, aqui chegado, parece-me poder concluir que o Syriza vai governar com o apoio da direita. 
Não me surpreende muito que assim seja. Por cá também temos um exemplo de aliança entre a esquerda folclórica, o PCP e a direita, que deu os belos resultados que conhecemos. 
Surpresa, apenas o facto de Tsipras ter assinado e votado favoravelmente um acordo com a UE, no qual diz não acreditar. Algo que me faz lembrar a sede de ir ao pote e aproxima, inexoravelmente, Tsipras de Passos Coelho.
Também não me admirarei muito se dentro de alguns meses aqueles que tanto criticaram Tsipras o estiverem a elogiar e a acusar Varoufakis de ser uma besta, porque manteve a sua dignidade intacta.