quarta-feira, 24 de junho de 2015

A TAP e a sabedoria popular

Hoje o dia começou  com o governo a assinar o contrato em que se compromete a oferecer a TAP ao dono da Barraqueiro ( cujos autocarros na última semana se espetaram quase diariamente) o qual, por sua vez, serve de barriga de aluguer a um brasileiro que, tendo em consideração as regras europeias, não  poderia tornar-se dono da TAP.
O governo teve pressa em fazer esta oferta e nem cuidou de prestar atenção à sabedoria popular.
" Depressa e bem não há quem…" 
Ou "  À mulher de César não basta ser honesta, precisa  parecer". E este negócio, à vista desaramada, não parece nada honesto, pois está envolto num secretismo muito suspeito.
Passos y sus muchachos deviam escutar o povo.

2 comentários:

  1. Vai ser só aviões a cair, tipo os autocarros!

    ResponderEliminar
  2. "Passos y sus muchachos não sabem que há povo... Ou pelo menos, fazem que não sabem!

    ResponderEliminar