quarta-feira, 20 de maio de 2015

Teresa, a enxovalhada



Teresa Leal Coelho, a ex- sócia de Vale e Azevedo que o PSD promoveu a deputada, anda há tempos a fazer tirocínio para ministra.
Os senhores deviam estar gratos à troika, porque é ela que está a pagar este debate;
Se a  proposta é inconstitucional, mude-se a Constituição;
A única nódoa no seu curriculum ( de Paulo Mota Pinto) é ter sido juiz do Tribunal Constitucional;
O Tribunal Constitucional tem de respeitar o memorando da troika;
Os Tribunais devem ser escrutinados e sancionados.

Estas são algumas das pérolas que se encontram no top ten do chorrilho de asneiras que a deputada  expele pelas cordas vocais nas suas intervenções na AR ou nos programas da SIC e com as quais ela procura bater rivais de peso como Francisca Almeida Leite na corrida a um lugar ministeriável na eventualidade de a coligação renovar o seu mandato.
As patacoadas de TLC não mereceram nunca um reparo das bancadas do PSD ou do CDS, mas hoje Fernando Negrão quebrou o tabu. Com punhos de renda, chamou mentirosa  a Teresa Leal Coelho e mandou-a  trabalhar.  

6 comentários:

  1. Talvez a queda da Grécia

    provoque uma revolução
    se ainda podemos falar em revoluções

    ResponderEliminar
  2. Ainda não parei de rir com "Teresa, a enxovalhada".

    Aguardo a sua opinião sobre a programa do PS apresentado hoje pelo o António Costa.

    ResponderEliminar
  3. Detesto esta mulher.Enerva-me.
    M.A.A.

    ResponderEliminar
  4. Mulherzinha de baixo nível, essa miss piggy - sem ofensa à dita, claro! Já devia ter sido posta fora, mas até temos de a gramar como comentadeira na SIC... Náusea!!!

    ResponderEliminar
  5. Não gosto nada desta mulher, tem um ar de regateira e de carroceira que brada os céus.

    ResponderEliminar
  6. Gostei do puxão de orelhas que o Negrão lhe deu.
    Chapelada!!

    ResponderEliminar