segunda-feira, 27 de abril de 2015

Todos diferentes, todos iguais

Huguinho, Luisinho e Zezinho reuniram-se para escolher uma nova brincadeira que quebrasse a monotonia diária dos passeios de bicicleta e dos jogos da bola.
Huguinho sugeriu que assaltassem o frigorífico do Tio Donald e fizessem um picnic com as namoradas. Todos concordaram e elogiaram a ideia do Huguinho. Apanhados em flagrante, Luisinho e Zezinho acusaram o Huguinho de ter sido o mentor da ideia. 
Foi mais ou menos o que aconteceu com a proposta de três deputados do CDS, PSD e PS que decidiram brincar à Censura, impondo um exame prévio durante a campanha eleitoral. Todos concordaram que a ideia era excelente  mas, confrontados com a crítica generalizada, apontaram o dedo acusador a Inês Medeiros por ( alegadamente) ter sido a autora da ideia.

7 comentários:

  1. Acho que essa ideia de censura não foi a brincar e que ainda a vamos ver regressar.

    É como dizes, mas se o PS não tivesse entrado nesta idiotice , teria feito muitissimo bem! Já acontecera o mesmo com as subvenções dos políticos...

    Espero que nda haja de cuidado contigo e que te recomponhas depressa e bem!

    Abraço grande, amigo

    ResponderEliminar
  2. O chato com esse tiítulo é que é falso (pois nem todos são iguais, pelo menos os dois que nao entraram, são dieferentes). Mais adequado, e CBdeO lembrar-se-ia se não sofresse de clubite, Uns têm a fala e outros o proveito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bem verdade caro amigo, mas o pessoal está apegado ao sono! Que fazer?

      Eliminar
    2. Eu só me refiro aos três da vida airada, como é perceptível pela leitura atenta do post

      Eliminar
    3. Eu sei que só se refere aos três da vida airada, mas esse é um problema discursivo.

      É que sempre se fala de todos, os que não entraram na dança acabam por ser também convocados para o baile pela chamada maioria distraída.

      Eliminar

  3. Foi nojenta a resposta do do gordo balofo, que agora é do psd(existe?). Só quando o jornalista o interpela com o projecto assinado pelos três, é que emendou um pouco a mão. A ponto de o jornalista dizer que o projecto ficou órfão pois não tinha pais.

    ResponderEliminar
  4. Um projecto que é uma afronta.
    Venha de onde vier.
    Curiosamente apresentado nas vésperas do 25 de Abril.
    Sintomático.

    ResponderEliminar