quarta-feira, 22 de abril de 2015

Contra o "esquecimento"

Seria popular condenar a escola, mas não alinho nessa. A prova é que a medida permitiu reduzir substancialmente  o número de esquecimentos.

5 comentários:

  1. Porque está uma criança em causa não me parece bem. Dever-se-ia tentar arranjar outra forma de conseguir que a mãe não se esquecesse...

    ResponderEliminar
  2. Porque está uma criança em causa não me parece bem. Dever-se-ia tentar arranjar outra forma de conseguir que a mãe não se esquecesse...

    ResponderEliminar
  3. Quantos casos haverá, só que não chegam ao conhecimento público. E uma pobre mãe tem de se desdobrar em mil, para não se esquecer de nada. É o egoísmo e a maldade das pessoas que faz com que isto se torna notícia. Qualquer um podia ter resolvido o assunto. Penso que não seria necessária chamar o presidente da Câmara.

    ResponderEliminar
  4. Eu também não mas, infelizmente, para certos pais é o único método que funciona. Mas que se pode esperar quando há pais que se esquecem dos filhos ainda bebés dentro dos carros, à torreira do sol?

    ResponderEliminar
  5. Como é que recusa uma refeição a uma criança???
    Estou a passar-me da cabeça!!

    ResponderEliminar