quarta-feira, 4 de março de 2015

Quem não deve, não teme...

Vinte e quatro horas depois de o energúmeno ter falado em credibilidade, mandou os capangas de serviço descredibilizar a AR.
Ao chumbar o questionário a Passos Coelho, a maioria está a transmitir uma mensagem clara: o nosso pm é caloteiro e nós temos muito orgulho nisso.
Também já sabíamos que Pires de Lima  e Paula Teixeira da Cruz têm muito orgulho em trabalhar com um relapso que não cumpre as suas obrigações contributivas.
Para que precisa o país de deputados e ministros que protegem caloteiros? 
Sim, porque um gajo que em cinco anos tem mais cinco processos no Fisco não é distraído. É CALOTEIRO!

5 comentários:

  1. E um grande caloteiro! De facto não haverá muitos com tão longo e tão largo cadastro.

    ResponderEliminar
  2. e quem teme, treme! E não é pelo que ele deve...

    Digo-lho eu um ostracizado, humilhado e ofendido.

    ResponderEliminar
  3. Esqueceu-se do querido (C)rato ... ele também tem muito gosto em trabalhar e seguir as ordens de um caloteiro relapso, aldrabão da pior espécie que agora se vai armar em Calimero...

    ResponderEliminar
  4. Não há desculpa para uma situação destas, Carlos.
    Se a pessoa não se demite (devia fazê-lo) tem que ser demitido.
    Já sabemos que não vai acontecer uma coisa nem outra.
    Mas uma coisa aposto - aquela aproximação nas sondagens da coligação PSD/CDS ao PS deve-se ter esfumado na Segurança Social.
    Vai uma aposta?

    ResponderEliminar
  5. Chumbaram o questionário e o coelho não levou chumbo. Dizem que não é época de caça...

    ResponderEliminar