sexta-feira, 6 de março de 2015

Efeitos especiais


Passos Coelho é um verdadeiro artista! Percebendo que a opinião pública que lhe é afecta e tudo lhe tem perdoado- incluindo as mentiras e o incumprimento das promessas eleitorais- ficou perplexa com a sua sistemática fuga aos impostos e  deveres contributivos, resolveu fazer mais um número de circo, recorrendo desta vez aos efeitos especiais. 
Telefonou à sua biógrafa  e pediu-lhe para arranjar uma maneira de se "limpar". Felícia Cabrita não é mulher para se atrapalhar e logo criou uma história de ir às lágrimas, que comovesse a populaça tuga: a verdadeira razão para as fugas à Segurança Social e ao fisco afinal não se deveram a desconhecimento. Foi apenas distracção e ( pam!parampam! pára tudo para o close final com efeitos especiais)   falta de dinheiro!
Qual é o tuga que não se comove e condói ao saber que o pm afinal era um teso ( apesar de ganhar bastante mais do que o português médio) e, tadinho, não tinha dinheiro para cumprir os seus deveres? Afinal PPC é um homem comum, igual a tantos outros. 
Há, no entanto, milhares de portugueses que não tendo dinheiro, não podem fugir às obrigações fiscais, porque logo lhe penhoram todos os bens. Mesmo que para tal seja necessário vasculhar os frigoríficos e as despensas, para confiscar uns iogurtes e umas latas de atum.
Devo reconhecer que a cabritice foi bem urdida e, com a ajuda de uma chamada de primeira página, vai ser replicada em toda a comunicação social, blogosfera e afins, conseguindo um efeito multiplicador apreciável.
Ao contrário, muito poucos serão os que terão acesso ao contraditório. A biógrafa que construiu uma imagem de Passos Coelho "à medida", para impressionar a Tugalândia, é tão aldrabona como o biografado. Nada que não se soubesse, mas é sempre bom avivar a memória dos incautos. Vale a pena gastar cinco minutos a ler esta desmontagem de "Um Homem Invulgar" 

19 comentários:

  1. ~ Por falta de dinheiro estão muitas famílias a ficar sem casa.

    ~ Cada vez que abre a boca, sai tolice da 'grossa'.
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  2. Cada sachada , sua minhoca.
    Quem não tem dinheiro , faz como a maioria dos portugueses decentes que vivem com pouco ; equilibra-o.
    Mesmo aqui tão longe da capital , sabe-se , que sua excelência barriga cheia de caldo , fazia vida notívaga em grandes jantaradas bem comidas e bem regadas . Quem não tem dinheiro , não tem vícios e modera até as refeições...assim faz a maioria dos portugueses que vivem com pouco dinheiro. M.A.A.

    ResponderEliminar
  3. Que miseráveis nós temos no Poder: o reformado de Boliqueime não tem reforma que d~e para pagar as despesas , Passos não tem dinheiro para pagar impostos...

    Não será melhor fazermos um peditórios paras estas criaturas ??

    Amigo, boa sexta-feira

    ResponderEliminar
  4. Uma gaffe do PPC que deixou os portugueses mal-dispostos.

    Mas...

    "O país está bem melhor do que estava há quatro anos."

    Segundo a opinião do líder socialista António Costa.

    Que ajuda a Pedro Passos Coelho.

    Cumprimentos ao preso "político".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ematejoca:
      Mais cuidado quando põe frases entre aspas. É que Costa nunca disse que o país estava melhor ( e muito menos muito melhor)
      O que ele disse foi isto:
      http://cronicasdorochedo.blogspot.pt/2015/02/o-chibo-o-imprevidente-e-o-envergonhado.html
      Nunca tinha chamado "gaffe" a um caloteiro, mas aí pela Alemanha talvez as palavras tenham significado diferente,
      Eu não fiquei mal disposto com PPC. Fiquei indignado, porque pago os meus impostos e não admito que um pm tenha estatuto especial. Como bem sabe, se fosse aí na Alemanha, ou em qualquer país civilizado, já teria sido demitido, se não tivesse a dignidade de se demitir.
      Registo, para memória futura, a sua grande simpatia por PPC. Que não me surpreende, porque o seu inimigo é o PS.
      Tenha bom FDS.

      Eliminar
    2. A MINHA SIMPATIA é pelo PCP.

      O resto é farinha do mesmo saco como diz o nosso amigo Pedro.

      A frase que pus entre aspas foi-me enviada por uma portuense, grande admiradora do Toninho Costa.

      Tenha um melhor fim de semana do que o meu.

      Eliminar
    3. O Carlos não entendeu que eu usei "gaffe" IRONICAMENTE.

      Há ainda um lugar vago na cadeia de Évora?

      Não votar no António Costa, não significa que vote no PPC.

      O meu inimigo não é o PS, mas sim, grande parte dos membros do partido.

      Eliminar
  5. Esta Calhordice está do melhor.Ou do pior?Quem alimenta e sustenta esta imbecilidade reinante ainda vai ter que fazer a travessia do Atlântico a nado.Que todos os santinhos que habitam o reino dos céus,me deem vida e saúde para poder saborear esse pratinho.A indigência mental tomou conta da Taberna.O Taberneiro,acoelhou a cabritinha!

    Amigo Carlos Barbosa de Oliveira,que, mais logo,tenhamos disposição e palato afiado para deitar abaixo uma boa posta de "Bacalhau à Narcisa"com um grande azeite e umas belas rodelas de batatas fritas, com muita cebola estalada, polvilhada por um ramo de salsa acabada de colher na horta do cozinheiro.

    Grande Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que o Bacalhau à Narcisa não me fique atravessado na garganta, meu caro Morgado.

      Eliminar
  6. Não sejam piegas,que o homem andava a pagar acima de suas possibilidades...onde é que já ouvi isto??----Contribuinte José

    ResponderEliminar
  7. Aqui está a resposta da aprendiz de feiticeira nazi. Aqueles muito divertidos que riem sadicamente quando queimam pessoas vivas, rapam e guardam o cabelo das pessoas, arrancam os dentes de ouro a sangue frio. Esquartejam crianças gémeas para as estudar, bailam em cima de esqueletos. Ah, como é divertido! Eu não admiro especialmente os judeus, porque quase todos enriqueceram da usura, mas as perseguição e os atentados de ultimamente lembram-me qq coisa.
    Que eu saiba as drogas são um produto muito caro. Por outro lado é muito divertido que um economista, não tenha noção dos números, nem guarde papéis. Por isso é que o país chegou a este estado: http://expresso.sapo.pt/cinco-graficos-que-destroem-o-otimismo-do-governo=f913836. Porém, ≠ é ≠ de melhor.
    Quanto à cabrita, ela já é demasiado velha para o ser, e, segundo dizem, ela é mesma uma grade cabr@. Deve ter um grande problema por resolver. Quase todos os asuntos onde se envolveu estão relacionados com sexo. Começou pelo ballet rose, depois foi para o Capitão Roby, depois veio a Casa Pia, Carlos Castro e Renato Seabra, o estripador de Lisboa, e fico-me por aqui…

    ResponderEliminar
  8. Carlos, você escreveu a sua resposta enquanto eu estava a escrever o meu comentário, daí a repetição. Vim ver se tinha sido aceite, ou se estava em duplicado, e vejo mais uns comentários. Todavia, falando de misérias não fica bem vir falar para aqui em certos pratos, a quem só os filhos morgados tinham direito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. golden bee, não seja tão intransigente. Deixe-nos lá saborear o Bacalhau à Narcisa. Muito provavelmente só eu e o Morgado percebemos a mensagem.

      Eliminar
    2. Ó Carlos, eu estava a falar, com água na boca, e a ver o prato "com umas belas rodelas de batatas fritas, com muita cebola estalada, polvilhada por um ramo de salsa acabada de colher na horta do cozinheiro." Hoje limitei-me a frango assado, que comprei, acompanhado de um arroz de ervilhas que fiz na panela mágica. :*(

      Eliminar
  9. O camarada Coelho é um indigente mental.
    Felícia Cabrita uma dependente do ridículo.

    ResponderEliminar