domingo, 1 de fevereiro de 2015

Quem não deve, não teme!

Cavaco fez saber que se recusa a prestar quaisquer declarações aos deputados sobre as conversas com Ricardo Salgado. Obviamente, teve o apoio dos seus protegidos do governo.
De qualquer modo, o silêncio de Cavaco tem o grande mérito de ser esclarecedor. Se Cavaco não tivesse nada a esconder, seria o primeiro a querer ser ouvido. Ao recusar qualquer esclarecimento, todos ficamos suficientemente esclarecidos quanto à actuação do PR no caso BES. Não seria preciso tanto, porque Cavaco já deu sobejos exemplos  que permitem traçar o seu caracter pouco recomendável. Como pessoa mas, acima de tudo, como PR. 
Tenho, porém, uma revelação a fazer. No interesse dos leitores do CR fiz o meu trabalho,ouvi diversas fontes e, durante a próxima semana, vou revelar o essencial das conversas entre Ricardo Salgado e  Cavaco Silva.
E esta, hem?

2 comentários:

  1. De facto não precisava deste episódio para nos dar a conhecer o seu carácter.
    E cá fico a aguardar o teor das conversas :-))))))

    ResponderEliminar
  2. O silêncio do PR acerca deste tema é do mais barulhento que já ouvi

    ResponderEliminar