segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

O Príncipe com orelhas de burro




Embora consternado, devo reconhecer que compreendo a reacção de PPC à vitória do Syriza. É absolutamente normal que um homem que nunca fez nada de útil ou relevante em prol do país, nem se tenha destacado na sua vida profissional, a não ser por razões pouco claras, assuma que só a intervenção de uma fada o tenha tornado primeiro ministro. 
A verdade é que Passos Coelho teve muitas fadas na sua vida. Nomeio apenas três. Ângelo Correia que lhe deu um emprego;  Miguel Relvas que lhe deu a presidência do PSD; Cavaco Silva que lhe ofereceu o lugar de primeiro-minsitro. 
É normal que um homem com esta carreira profissional e política brilhante ( só comparável ao líder da juventude laranja Duarte Marques) acredite em fadas e  bruxas.
A sua biografia política ( pelo menos a mais recente) também é construída de episódios recheados de analogias com contos de fadas.  Quando chegou à presidência do PSD foi “Aprendiz de Feiticeiro”; na campanha eleitoral foi “A cabrinha Mentirosa”; quando chegou a pm incarnou “Pinóquio”; ao longo do mandato tem sido personagem central de “Pedro e o Lobo”, e participado no elenco de “Os 3 Porquinhos”; quando (se) perder as eleições no próximo outono apagar-se-á " A lâmpada de Aladino".
Nada mais natural, portanto, que veja em Tsipras “A Bruxa Má” que o pode desmascarar e anular o feitiço, levando os tugas a perceber que foram enganados   por um "Príncipe com Orelhas de Burro" .

6 comentários:

  1. ~ LOL... ...

    ~ Divertida, mas assertiva e oportuna malha.

    ResponderEliminar
  2. Para além de outras características, todas más, o homem não consegue ver além das quatro paredes na São Caetano à Lapa.
    Nenhuma das fadas o ensinou? Provavelmente também não sabiam para ensinar.
    Haja alguém que lhe diga que o problema da Europa não se chama Grécia. E, já agora, que façam ver que não é bom criar atritos com outros governos.

    ResponderEliminar
  3. Passes de Coelho tem um outro padrinho, de seu nome Ilídio Pinho, que dele se orgulha e da sua "missão" e para quem tem as portas abertas se quiser voltar, conforme entrevista elucidativa e que vale a pena ler, sobre a mentalidade de quem governa e para quem governa http://www.dinheirovivo.pt/empresas/interior.aspx?content_id=3917226

    ResponderEliminar
  4. Mas que óptimo aproveitamento dos contos infantis com que o PPC tentou gozar com o Tsipras.

    ResponderEliminar
  5. Ora aqui está uma belíssima história para contar aos nossos netos!

    ResponderEliminar
  6. Infelizmente, enquanto ia lendo, fazia um exercício mental - mudar os nomes e os personagens.
    Pois, as moscas e o cheiro é que eram diferentes....

    ResponderEliminar