segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Estás mesmo a pedi-las,pá!



Ontem o partido de Merkel levou uma banhada nas eleições regionais em Hamburgo.
Hoje, irritado, este chulo que vive da exploração dos países do sul,  veio tecer considerações sobre o povo grego que estão ao nível dos mais execráveis ditadores.
Quem não respeita as decisões democráticas não tem lugar neste Europa.
Schaueble está mesmo a pedir um correctivo que o tire definitivamente da cadeira de rodas. É que, não tarda nada, está a fazer as mesmas advertências aos espanhóis, portugueses e todos os que votarem contra um governo de chulos que quer dominar a Europa, à custa do empobrecimento dos povos que não lhes prestem vassalagem.
Há 70 anos, a Alemanha era derrotada e deixava um calote à Europa que nunca pagou. Com que moral é que estes cabrões obrigam um país a vergar-se à miséria?
Está na altura de meter a Alemanha outra vez nos eixos, antes que ponha a Europa a ferro e fogo. Já não basta à dupla alemã ( com o apoio do minorca gaulês) ter pegado fogo à Ucrânia?

13 comentários:

  1. Ou ss bestas alemâs são destruídas definitivamente ou a Europa jamais terá paz !!

    Estou em total acordo com o teu texto, amigo.

    Bom resto de dia.

    ResponderEliminar
  2. A mentalidade dominante é canibal, ganha o mais forte e assim impõe regras que o perpetua nesse domínio, acabando por papar tudo à sua volta e o monstro não para de crescer até ao fim do stock. Senão veja-se, os pequenos cada vez mais pequenos e os grandes não param de crescer.
    Uma vez que a ordem das coisas está armadilhada, ou se põe um açaimo a esta gente como ao Aníbal Letter ou ainda papam com o que nos resta, a dignidade e a honra de ainda podermos escolher quem nos governa.
    Será assim? Com o domínio dos media pela direita, duvido que a escolha seja livre.
    É só a apenas e só minha opinião.

    ResponderEliminar
  3. Lamento, mas nunca deixaram de ser nazis. Estão a vingar-se das duas humilhações por que passaram duas vezes no século XX. Depois de matarem milhões! Só me apetece chamar-lhes nomes feios. Tão feios como são eles!!

    ResponderEliminar
  4. Ainda o tio Marcelo se admira dos portugueses simpatizarem mais com os gregos do que com os alemães... :)))

    Beijocas

    ResponderEliminar
  5. Este homúnculo , é marreta , é mau, é torto e devia alguém dar~lhe uma lição de modéstia e dignidade .
    M.A.A.

    ResponderEliminar
  6. Grécia: um 'meeting point' de referência!


    Por onde é que andam as ideias que permitam um aumento da produtividade... e as ideias que permitam uma melhor gestão/rentabilização dos recursos disponíveis...
    ---> Bom, uma das primeiras medidas do novo governo grego foi a (re) contratação das 595 empregadas de limpeza do ministério das finanças!?!?!?!?!?
    {http://31daarmada.blogs.sapo.pt/}
    .
    .
    .
    P.S.
    As pessoas interrogam-se:
    - como é que uma 'chuva' de empregadas de limpeza... contribui para o aumento da produtividade e para uma economia mais sustentável?...

    ResponderEliminar
  7. Eu suponho que este indivíduo transformou a sua enfermidade num ódio generalizado às pessoas.
    É uma pessoa tenebrosa.

    ResponderEliminar
  8. Gregos e alemães (nem falo em europeus....) começaram as negociações a mostrar os pelos do peito, Carlos.
    E a fazer peitaça para o vizinho.
    Quando começarem a ficar com falta de ar acalmam.
    De um lado e de outro.

    ResponderEliminar
  9. O problema, Carlos, é que não há quem os meta nos eixos.

    ResponderEliminar
  10. O problema, Carlos, é que não há quem os meta nos eixos.

    ResponderEliminar
  11. Irresponsável foi um pai dele que votou NSDAP...

    ResponderEliminar
  12. Carlos, nem tanto ao mar nem tanto à terra. Nem os gregos são uns calaceiros do caraças, nem os alemães uns nazis incorrigíveis. Isto é tudo «show off», vai-se chegar a um bom porto.

    ResponderEliminar