quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Em maus lençóis



A entrevista da PGR ao "Publico" e RR não lhe correu nada bem. Ela bem tentou ilibar o MP, mas ninguém a levou a sério e Joana Vidal está em maus lençóis.
Ontem à noite, na RTP, Freitas do Amaral acusava o MP de ser responsável pelas fugas de informação no caso Sócrates e considerava a prisão de Sócrates ilegal.
Hoje, a bastonária da ordem dos Advogados anunciou que vai entregar ao Ministério Público  cinco mil cópias de notícias onde o segredo de justiça pode ter sido violado por magistrados ou polícia.
Elina Fraga  fez ainda um desafio a Joana Marques Vidal: mostre provas  que confirmem a afirmação feita na entrevista, de que  são os advogados que violam o segredo de justiça.
Até agora, a PGR remeteu-se ao silêncio. De onde aliás só saiu para dar a entrevista em que pretendeu ilibar o MP e acusar os advogados, ao jeito de quem atira poeira para os olhos da opinião pública.

5 comentários:

  1. Esta criatura se não é parva , imita muito bem!

    Amigo, dorme bem

    ResponderEliminar
  2. Mesmo nada bem. Fraca, muito fraquinha e não só. Não é com gente desta que a justiça sai da fossa.

    ResponderEliminar
  3. Uma tristeza que se faça da Justiça uma bandalheira inqualificável.
    Que linda imagem do País!! :(

    ResponderEliminar
  4. Ao ponto que eu cheguei...gostei de ouvir Freitas do Amaral.
    Quanto a esta senhora , não gosto dela...não sei porquê , não gosto e como estou sempre a resmungar nem a oiço.
    M.A.A.

    ResponderEliminar
  5. Não se consegue ninguém de jeito para liderar a PGR? Cada tiro cada melro.
    Quero ver como dona Joana se safa desta.

    ResponderEliminar