domingo, 1 de fevereiro de 2015

Caniches e coelhos: a mesma luta!

O INE revelou os dados da pobreza em 2013. São dados preocupantes, mas.Passos Coelho desvalorizou as estatísticas  e aproveitou uma reunião do laranjal para passar uma mensagem através das televisões: isso foi em 2013, um ano difícil ( que ele  próprio em Janeiro de 2013 afirmou que ser o ano da recuperação) mas agora estamos muito melhor. 
Já estamos habituados a ouvir Passos Coelho dizer, todos os anos, "este é o ano da recuperação". Azar... a recuperação nunca se concretiza e todos os anos nos vamos afundando cada vez mais.
A verdade é que é preciso recuar a 2003 para encontrar um ano com índices tão elevados de pobreza. Por acaso, era o PSD que estava no governo, o que significa, de modo irrefutável, que  quando o PSD governa, a pobreza aumenta.
Em 2003 Durão Barroso era pm e fugiria para Bruxelas depois de trair a opinião pública mundial,  quando garantiu  ter visto armas de demolição maciça no Iraque e traiu o país ao usar os Açores para dar o  aval  à invasão do Iraque  . Em 2015, o traidor de serviço chama-se Pedro Passos Coelho. Traiu o país vendendo a retalho o nosso património e traiu os Açores ao aceitar, sem objecções ( como confirmam os documentos a que a RDP Açores teve acesso)  a redução do pessoal americano na base das Lajes.
Durão Barroso e Passos Coelho uniram-se na mesma luta: destruir Portugal e empobrecer os portugueses. O primeiro foi recompensado pela traição e há dias condecorado por Merkel, por ter desempenhado com distinção o papel de caniche.
Passos Coelho nem classe tem para ser caniche. Não passará nunca de um lambe botas cretino, mas Merkel saberá certamente recompensá-lo pelos bons serviços prestados à Alemanha.
O PSD é um partido que mete nojo mas há muitos tugas - habituados a pautar a sua vida pelo mesmo tipo de comportamento subserviente e serviçal - que se revêem perfeitamente na figura dos  cretinos que lideram a agremiação laranja.

7 comentários:

  1. "É Preciso Matar Esta Tristeza"

    Amigo,Como a realidade,hoje,nos convida a reler muita da Poesia que Manuel Alegre escreveu à cinquenta anos!(...) Urge um Raio de Sol, na imensidão da noite que se abateu sobre nós.

    ResponderEliminar
  2. Gostei do texto! Certeiro como de costume. Só lá falta o escavacado de Belém, que nem à qualidade de caniche chega! NOJO!!

    ResponderEliminar
  3. Estou com uma grande constipação , mas quando é para malhar nestes infelizes , contem comigo.Para mim, o político que diz que não é político é a alforreca de Belém.
    M.A-A.

    ResponderEliminar
  4. É tanto o nojo que já nem consigo escrever o nome desta canalha. Mas o traidor- mor, do País e do Mundo, foi compensado, ao ser invitado para professor convidado da universidade fascista portuguesa.
    Por favor não compare estes vermes aos cães. São dos amigos mais fieis

    ResponderEliminar
  5. Como uma amiga minha dizia, Coelho nem para lambe botas serve - está mais para lambe sandálias e o pezinho gordalhufo da alemã. Sei lá, parece-lhe mais agradável! Agora não tenho a certeza se ela será uma fulana assim tão agradecida. Parece que acusou o fujão de ser culpado da austeridade... ;)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  6. «O PSD é um partido que mete nojo».

    Aqui estamos de acordo. E nos resto andamos lá perto.

    ResponderEliminar
  7. E, mesmo assim, o PS não descola.
    Qualquer coisa aqui não bate certo.

    ResponderEliminar