terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

A Isabel Jonet que se cuide

Com idiotas como Manuel Lemos, ainda perde protagonismo e lugar no pódio do concurso " Não há pobreza nem fome em Portugal, o que há é gente envergonhada ou quer comer bife todos os dias ".
Em Portugal só passa fome quem quer- diz o alarve

10 comentários:

  1. É por estas e outras que não contribuo quando há peditórios. Estas pessoas aproveitam-se destas organizações para se auto-promover.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu, quando infelizmente conheci por dentro o sistema, deixei de poder ver peditórios à minha frente. Dantes os peditórios eram contabilizados como receita, mas com a alteração, até deixaram de figurar.

      Eliminar
  2. Pois claro! Os portugueses para além de vaidosos, pois vivem acima das suas possibilidades, são também uns gulosos... Malandrecos:-)))

    ResponderEliminar
  3. Estes alarves é que se estão a abotoar com a pobreza...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é só de agora. Há já muitos anos. Um deles que, coitadinho, também já pertenceu à trilogia foi Vítor Melícias, quando era administrador do Montepio e andava de "carroça". E também foi Provedor da SCMLx. Quando esteve no cargo até criou um estatuto para os pobres dos funcionários das IPSS, que estiveram muitos anos sem serem aumentados. E são eles que fazem o trabalho porco( porque são eles que tratam da higiene) e duro. Para estes é só penacho e regalias.

      Eliminar
  4. Copio o comentário que pus ontem no meu face sobre esta notícia. Este senhor que faz parte duma trilogia devia pensar no que diz. Primeiro foi a Jonet, depois são estes senhores a quem são atribuídos estes cargos, que lhes fazem elevar o ego e a indiferença. para a próxima digo o nome dos outros. Um deles não deve estar divorciado porque é padre.

    ResponderEliminar
  5. Li a notícia hoje de manhã.
    Esta luminária merecia comer.....dois valentes tabefes, obviamente!

    ResponderEliminar
  6. A conversa dos maneis que gravitam à volta das "instituições de solidariedade" que outra coisa não fazem que não seja a de se APROVEITAREM dos pobres sem nunca levantarem um dedo contra a Pobreza,nunca passou,nem passa,de conversa de Ratos de Sacristia.

    Pró Caralho os maneis lemos !!!

    ResponderEliminar
  7. Em tempo de vacas magras, não se pode levar a mal: o homem tem que acautelar o futuro e mesmo não correndo o risco de passar fome, segundo diz, não quer ir parar à sopa dos pobres.

    ResponderEliminar
  8. Luta aguerrida pela medalha de ouro da estupidez caritativa.

    ResponderEliminar