terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Solidários, ma non troppo...

Um bispo nigeriano cometeu a ousadia de pedir  uma reacção  aos atentados do Boko Haram idêntica à  que foi gerada pelos  actos de terrorismo em Paris.
Hollande telefonou imediatamente a Merkel. 
" Nigéria? Mas isso não é em África?"- perguntou  Ângela
" É, pois. Fica lá onde o Judas perdeu as botas"- respondeu Hollande
Ao fim de cinco minutos chegaram a um acordo e deram uma resposta ao bispo:

"Agradecemos a sugestão, mas isso é muito longe e nós estamos cheios de problemas na Europa. Imagine  que temos um grupo na Grécia, chamado Syriza, que ameaça chegar ao poder democraticamente. Já viu o que será  de nós se  estes terroristas ganharem as eleições? 
 Como é do conhecimento de Vossa Eminência  a Europa não tem por hábito imiscuir-se  nos assuntos internos de países independentes, seja em África, na Ásia ou no Médio Oriente. Além do mais, muitos ajuntamentos por estes dias na Europa, para protestar contra uma organização que ninguém conhece que mata pretos gente anónima, não nos parece muito seguro. Além de ser muito dispendioso e, como há-de compreender, em tempo de grave crise económica, não nos convém gastar muito dinheiro em dispositivos de segurança.  Sugerimos  por isso que se entendam, porque é um problema vosso.
No entanto, numa prova de boa vontade da União Europeia, decidimos manifestar a nossa disponibilidade para  vos ceder armas por bom preço. Temos também submarinos,  tanques e uns aviões low cost que não passaram no teste da Airbus. Temos medo de os pôr a voar mas, se vocês quiserem experimentá-los durante algum tempo, podemos fazer um contrato de leasing.
Entretanto aproveitamos a oportunidade para solicitar a Vossa Eminência que, nas suas orações diárias, não deixe de interceder pela Grécia, pedindo ao Misericordioso que ilumine os gregos na hora de votar, de modo a que o Samaras ( um bom cidadão e um bom católico)  seja reeleito com a graça de Zeus Deus. 
Os Mercados ( em maiúscula, porque é assim que na Europa escrevemso os nomes das divindades) agradecem e nós também. 
Desejamos um enorme sucesso na luta contra esses inimigos da civilização que usam crianças para cometer atentados. Nós por cá matamo-las à fome ( o que apesar de tudo é menos doloroso) ou  usamo-las  como prostitutas de gente com dinheiro , um avanço civilizacional que esperamos chegue um dia a essas terras africanas abençoadas por deus Deus. Estamos por isso dispostos a auxiliar-vos em programas de educação que impeçam as crianças de se desviarem por esses maus caminhos do crime. A nossa imprensa fala de crianças kamikaze, mas não ligue. Os jornalistas  são um bocadinho analfabetos e não sabem que essa espécie de gente é amarela e vocês são pretos africanos.  A propósito... se pudessem esclarecer-nos como chamam a essas crianças amalucadas, que se deixam explodir por controlo remoto, ficaríamos muito gratos.
Aceite os meus respeitosos cumprimentos, senhor bispo. A Ângela manda um beijinho. Sempre ao dispor.
VIVA A EUROPA SOLIDÁRIA!"

12 comentários:

  1. Carlosamigo

    Muitos parabéns! É das melhores coisas que tens publicado aqui no Rochedo. Verdades grandes como punhos combinadas com ironia ácida e verdadeira; és o MAIOR!!! Gostaria de ter escrito algo semelhante (não sei se o conseguiria) mas tu antecipaste-te ... Bem hajas

    Abração apertado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. HenriquAmigo
      Nem tenho palavras. Todos os elogios são bons mas, vindo de um Mestre do jornalismo como tu, deixou-me sem jeito. E sei que é bem sincero, porque tu não tens papas na língua.
      Grande abraço

      Eliminar
  2. Meu amigo dou-lhe os parabéns por este post !
    Haja gente com coragem para enfrentar esses hipócritas.
    beijinho

    ResponderEliminar
  3. A verdade nua e crua num excelente texto, como sempre... hoje mesmo, de manhã, tive uma azeda troca de palavras porque disse que " queria ver as manifestações por este massacre..." estou cansada de tanta hipocrisia...

    ResponderEliminar
  4. Tive que partilhar, Carlos, é magnífico.

    ResponderEliminar
  5. É tempo de denunciar e desmascarar a demagogia.
    Um pouco por todo o continente africano seguem-se as perseguições.
    Nem lhes perguntam se querem mudar...não! As armas calam as dores e os gemidos...

    ResponderEliminar
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  7. «Show de bola» Carlos!
    Foi provavelmente dos melhores textos que li neste blog.
    Parabéns! Continue assim!

    ResponderEliminar