domingo, 11 de janeiro de 2015

Hollande emporcalhou a marcha de Paris



Mais de um milhão e meio de pessoas saiu à rua em Paris,contra o terrorismo e em defesa da liberdade de expressão.
A presença de Benjamin Netanyahu  já era um insulto a todos os que se juntaram na Place da La République mas, em nome da união, ainda se aceitava.
Como também se aceita, por razões de segurança, que os políticos só tenham percorrido 500 metros do percurso.
Inaceitável é que no final Hollande tenha dado uma bofetada em todas as pessoas que desfilaram em Paris.Ao acompanhar   Netanyahu à sinagoga Hollande hostilizou a comunidade muçulmana e, pior ainda, manifestou o seu apoio a um terrorista que  manda atacar escolas e matar crianças inocentes. Deu um sinal a todo o mundo de que o terrorismo pode ser aceitável ou, no mínimo, tolerado. Tudo depende de quem o pratica.
VERGONHOSO!

9 comentários:

  1. Eu nem sabia que esse bandido ia. Hoje comentei algures sobre ele e o Sharon. Continuo a achar que eles não passam de chauvinistas e que o macabro acontecimento só está a ter tanto tempo de antena porque interessa a muitos políticos. Todos os dias há massacres e ninguém fala deles. E são os políticos todos que lá foram, que mais reprimem a verdadeira liberdade de imprensa. Se os magrebinos não tivessem sofrido tanto por causa da França e não fossem tão enxovalhados nos subúrbios de lata para onde os mandaram, talvez esses irmãos e outros descontentes e com veia de criminosos, não tivessem ido treinar para o Iémen, só porque tinham passaporte francês.

    ResponderEliminar
  2. «Hollande emporcalhou a marcha de Paris»

    Completamente de acordo!
    Já não bastava termos de aturar um país (Israel) que pratica terrorismo de estado, como agora ainda temos de levar com este torcionário em cima!? É como convidar um assassino profissional para fazer palestras sobre a importância do bem ao próximo,
    Hollande não só prestou um mau serviço à democracia e à liberdade, como ofendeu gravemente a memória das vitimas do atentando terrorista e de todos os que se manifestaram contra a barbárie terrorista.
    Nem sei o que dizer mais.
    VERGONHA!

    ResponderEliminar
  3. Ele é, de facto, fraquinho... (como o "nosso" escuteirinho de Massamá) Uma decepção este Monsieur Hollande!!

    ResponderEliminar
  4. Abraham Studebakerdomingo, 11 janeiro, 2015

    Vergonha e repúdio! E diz-se socialista! Com uma esquerda como a de Hollande,a direita pode ir de vacances. Nojento !!!

    ResponderEliminar
  5. Eu não vou tão longe, mas também acho que a política internacional e designadamente a da UE é uma vergonha.

    ResponderEliminar
  6. Essa atitude não foi um tiro no pé, foi uma bazucada.
    O moço não tem mesmo queda para a função.
    Política, obviamente.

    ResponderEliminar
  7. Os lacaios mais acerrimos do imperialismo financeiro, de braço-dado, transformaram a indignação dos Povos no mais repugnante dos terrorismos: ALIENAREM CENTENAS DE MILHARES DE PESSOAS.

    ResponderEliminar