terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Entretanto, em Portugal

Enquanto andavamos todos distraídos com as eleições gregas, a PT foi vendida aos franceses da Altice. 
Depois de ter sido privatizada, aquela que era uma das mais emblemáticas empresas portuguesas começou a cair a pique e, após Passos Coelho ter alienado a golden share, entrou em roda livre.
Ficou provado que os gestores privados são muito melhores do que os públicos e o liberalismo de Coelho e comandita é uma forma expedita de vender um país a grupos com interesses obscuros, sem que os governantes sejam responsabilizados por isso.
A privatização da PT deixa antever o destino, a breve prazo, de empresas como a TAP, os CTT ou a EDP.
Bem pode limpar as patas à parede, o coelho da Al(t)ice no País das Maravilhas.

3 comentários:

  1. Demasiado honrosa a denominação "coelho da Alice no País das Maravilhas."

    ResponderEliminar
  2. O 'chefe' da Altice já disse o que se propõe fazer, no imadiato. Más notícias.

    ResponderEliminar
  3. A PT já foi uma empresa fortíssima mesmo a nível internacional.
    O que é que aconteceu para ter ficado tão debilitada?
    Todos sabemos, não é?

    ResponderEliminar