sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Com a boca no trombone

Às pinguinhas, Ricardo Salgado vai libertando informação sobre as reuniões que teve com políticos, por causa do BES. Vai  chamando os bois pelos nomes e, nesta segunda carta, já acrescentou o nome de Portas e corrigiu o número de reuniões que teve com membros do governo, Cavaco e Barroso.
As chocas estão, por agora, no redil, à espera de ordens para retirar o touro da arena.
Um dia destes, Salgado é bem capaz de por a boca no trombone, se Cavaco continuara fazer-se desentendido e a negar que alguma vez tenha falado sobre o BES.
O azar dele é que a memória não se apaga e as suas declarações em Julho, ficaram registadas para a posteridade.

1 comentário:

  1. Mas ele nega, com os lábios a tremer de nervoso e a sua cara de sonso!

    ResponderEliminar