quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

A TVI não para de surpreender

As televisões já não sabem o que hão-de inventar para manter os telespectadores agarrados aos seus  programas. A TVI tem sido a mais inovadora mas, depois do Big Brother e da Casa dos Segredos ensaiadas em várias modalidades, parecia não ser possível inventar nada de novo.
Só que a TVI é surpreendente e ontem apresentou um novo reality show tão escabroso como o BB e a CS, com a diferença de ser protagonizado apenas por homens  e não ter cenas de sexo. É certo que entre os concorrentes havia um ladrão careca, tarado sexual, que fez tudo para f..... onze dos participantes. Só que os vestidos de azul não estavam para aí virados e, comandados por um herói de amarelo vestido, reagiram com valentia a todos os ataques, embora ainda antes de a refrega ter chegado a meio se tivessem visto privados de dois dos seus, atingidos pela arma vermelha do careca com apito na boca.
O espectáculo foi uma vergonha e Braga, a cidade escolhida para apresentar este novo reality show, " O Ladrão do Apito", não merecia esta afronta.
No final do espectáculo, os jurados das três televisões foram unânimes em criticar a actuação do protagonista, classificado como "mau de mais" para continuara exercer o papel.
Apesar de tudo espera-se que o ladrão careca receba as insígnias da FIFA, seja condecorado pelo sr Gomes (ex-praça da Alegria) e , quiçá, convidado para ministro, pois em matéria de vigarice e incompetência tem o curriculum perfeito.

Somos Porto, carago!
Que se lixe o Machado

No domingo vamos enfrentar o Capela na Madeira e espera-se  outro roubo de Igreja. Mas gente aguenta. SOMOS PORTO!

10 comentários:

  1. Desde há muitos anos que eu nem faço zaping para não passar por lá e poder contar para as sondagens. Mas eu vim aqui desabafar só para lhe dizer que, por causa da poluição, 1700 dos oradores de Davos chegaram em jactos particulares. E a segurança é tanta e tão especializada. que vai desde o mais recôndito beco aos edifícios mais elevados.

    ResponderEliminar
  2. Há males que vêm por bem, Carlos.
    A arbitragem vergonhosa deste idiota (já não é a primeira este ano) deu para perceber que há ali gente com garra, com vontade, com espírito de Dragão.
    Rúben Neves e Helton acima de todos os outros.

    ResponderEliminar
  3. Entendo que a arbitragem esteve mal em Braga. Mas no sábado anterior também o esteve e com implicações no resultado final. Acontece que não vi ou li nenhum adepto do F. C. Porto a criticar. Aliás, vi um que já foi treinador adjunto a dar mérito ao F. C. Porto. Este sujeito está a ser pago pelo F. C. Penafiel e defende o F. C. Porto. Se fosse com outro clube que a gente sabe a conversa era outra. E, para vermos a imparcialidade do adeptos do F. C. Porto basta lembrar Adriano Pinto, que se gabava de dizer que era xitarada. Andavam todos de braços dados e ninguém via a roubalheira que acontecia. Questão de visão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ó pacheco, vai lamber sabão! cura-te a azia e ajuda-te a abrir os olhos!

      Eliminar
    2. Quando as verdades são ditas vem o insulto. Julgavam-se donos disto tudo. Coitados!. Quem lhes abrir os olhos sofre de azia e vai lamber sabão. Sempre ouvi dizer que a agressividade verbal é fruto dos imbecis. Tenho dito.

      Eliminar
  4. O futebol é o único assunto no mundo que pode transformar um moderno telescópio numa luneta riscada.

    ResponderEliminar
  5. Não vi o jogo ! :(( ... mas estou tentado a rever, na gravação ! ...

    ResponderEliminar
  6. A assertividade de Carlos de Oliveira,está em ponto de rebuçado:já faz saltar apertadinhos, com pinta de consumidores de copos de três.

    Quanto à essência da coisa,fica, mais uma vez, a constatação de que o vírus vai fazendo o seu caminho:na finança,na economia,na vida politica e no desporto.

    Consequência do 25 de Abril de 1974,o céu em Portugal,ficou,inquestionavelmente,muito mais azul.Mas,hoje,vivemos,objetivamente,um tempo de regresso ao "Barranco de Cegos" de Redol.Será que vamos,novamente,ter que equacionar a forma mais eficaz de passar as pontes?(...)

    SOMOS PORTO!

    ResponderEliminar
  7. Realidade: Cosme Machado prestou um mau serviço ao futebol.
    Realidade mais: O que chamar aos homens do apito que com frequência prejudicam/beneficiam alguns clubes?
    Realidade ainda mais: Não sou Porto mas respeito quem me respeitar.

    ResponderEliminar
  8. Ora aqui está uma matéria que, de há muito, está fora das minhas cogitações...

    ResponderEliminar