sábado, 31 de janeiro de 2015

A mulher catavento

Paula Teixeira da Cruz faz-me lembrar um ex colega de trabalho que se gabava de ter diariamente  uma IGD( Ideia Genial do Dia).
A loiraça justiceira pensa pouco sobre as coisas e reage aos impulsos ditados pelos sonhos.
A súa última IGD foi proibir os vereadores de exercer advocacia, mas não aplicar a mesma proibição aos deputados. No dia seguinte alguém lhe telefonou a perguntar se não achava melhor ser internada, porque a ideia revelava graves perturbações  e ela lá desistiu.
Venha a próxima IGD da Paula, para nos rirmos mais um bocado com esta mulher catavento.

1 comentário: