sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Hoje é 1 de Abril?

Quando acordei, pensava que o Natal tinha sido ontem, mas afinal devo ter hibernado durante uns meses e já estamos no Dia das Mentiras. Depois de ouvir  ( em replay)um tipo qualquer que ontem decidiu disfarçar-se de primeiro ministro a debitar uma série de mentirolas sobre o futuro risonho que nos espera em 2015, leio esta alarvidade:
Trabalhadores portugueses  têm poder a mais e prejudicam empresas

Quando os lobos se vestem de cordeiros, quem se lixa é o mexilhão

As posições extremaram-se, o governo decidiu avançar para a requisição civil  (considerada ilegal, inclusivamente pelo Tribunal Arbitral), os sindicatos pareciam ter a situação controlada mas à última hora, depois de umas conversa com o governo, nove dos 12 sindicatos cancelaram a greve  em troca de uma mão cheia de nada.
Parece que terá sido a decisão do sindicato dos pilotos a contagiar oito sindicatos. Como previra, os sindicatos ficaram mal na fotografia e ajudaram o governo a dar mais uma machadada no sindicalismo.Um excelente presente  de Natal (para o governo) como fez questão de salientar Pires de Lima.
Confirmou-se o efeito boomerang.
Como já aqui escrevi há alguns anos, as greves promovidas pelos privilegiados, acabam sempre em prejuízo para os trabalhadores

Como um dia de domingo



Eu a pensar que hoje era dia de trabalho e afinal - a avaliar pelo trânsito  - deve ser outra vez domingo. Vou aproveitar para dar uma passeata pelo paredão, comprar o jornal em Cascais e regressar a S. Pedro para tomar café.  Com jeitinho ainda dou um mergulho!