terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Deixe-se de tretas, professor Marcelo

O professor Marcelo Rebelo de Sousa indignou-se porque Alda Telles, mulher do advogado de Sócrates, João Lisboeta Araújo, escreveu no tweet que o ex-pm não tinha sido interrogado sobre corrupção ( apesar de essa ser uma das causas da prisão preventiva).
O prof Marcelo acha absolutamente normal que uma pessoa esteja em prisão preventiva, apesar de não ter sido questionado sobre matérias relacionadas com a corrupção.
Bardamerda para a sua indignação, prof. Marcelo. 

Diário de um caixeiro viajante

Paulo Portas não para. Já perdi a conta às vezes que este ano atravessou o Atlântico para rumar às Caraibas, América Latina e Estados Unidos. 
Agora está em Buenos Aires. 
Tudo -segundo anuncia- para promover Portugal e fazer bons negócios. Ainda não soube de um único investimento, digno desse nome, que Portas tenha trazido para Portugal, mas não perco a esperança.
Depois de abandonar o governo, talvez se venham a conhecer os grandes negócios conseguidos por Portas, que farão parecer a negociata dos submarinos, uma brincadeira de crianças.

Às vossas camas, já!




"Às vossas camas, portuguesas e portugueses”- apelava o ministro Álvaro em Novembro de 2011.
Como recompensa, prometia prioridade no emprego para os casais desempregados com filhos.  Nunca explicou como conseguiria cumprir tal promessa, nem consta que alguma vez se tenha discutido em conselho de ministros um diploma que obrigasse as empresas a dar prioridade a desempregados com filhos, ou que os funcionários públicos celibatários  ou sem filhos fossem dispensados para dar lugar a desempregados procriadores.
A proposta desapareceu com Álvaro, mas a ideia de conceder benefícios a casais com filhos e incentivar a natalidade, ficou a germinar na cabeça de alguns governantes, acabando por ser recuperada no OE de 2015. 
Agora não se fala de prioridade no emprego, mas sim de benefícios fiscais para os casais com filhos. 
O governo só ainda não conseguiu explicar como é que concilia esse propósito com a prática dos júris concursais, que perguntam a candidatas à admisão em lugares do Estado:
" E a senhora pretende engravidar, ou nem por isso?"

Importa-se de repetir?

No domingo os tripulantes da TAP estiveram em greve. Foram cancelados 180 dos 280 voos previstos. Um porta-voz da TAP veio congratular-se com o fracasso da greve. Dizia o figurão que a maioria esmagadora dos 180 voos cancelados não tinham nenhum passageiro.
Não vi ninguém indignar-se com estas declarações portanto, sou eu que sou parvo, por achar anormal que uma companhia aérea tenha, num só dia, 2/3 dos seus voos a operar sem passageiros.