terça-feira, 30 de setembro de 2014

Tens mais sorte que juízo!

O FC do Porto contratou um treinador que é um bocado louco.
Ainda não repetiu uma equipa;
Muda cinco ou seis jogadores de jogo para jogo; 
Tira os jogadores das suas posições e improvisa.
Obviamente a equipa ressente-se da instabilidade emocional do treinador e os jogadores perdem confiança, porque nunca sabem quem vai ser titular.
Obviamente que sou favorável a alterações quando o porto tem um plantel fortíssimo como o desta época, mas  elas devem ser feita com peso, medida e bom senso.
 Lopetegui não tem nenhuma dessas características. Adora correr riscos e é irritantemente teimoso.
Até aqui as coisas têm-lhe corrido razoavelmente. O FC do Porto ainda não perdeu nenhum jogo esta época, mas já esbanjou quatro pontos na Liga, por responsabilidade exclusiva do treinador.
Hoje na Ucrânia estava a perder 2-0 a cinco minutos do fim, porque o treinador basco decidiu inventar, retirando Jackson e colocando um  defesa espanhol de qualidade mediana a jogar no meio campo. Depois emendou a mão, meteu Jackson e o colombiano fez dois golos. O empate acaba por ser saboroso, em função das circunstâncias, mas o Porto tem equipa para ganhar ao Shaktar, como ficou provado.
A sorte não dura sempre, Lopetegui!  Prepare-se, porque quando as coisas começarem a correr mesmo mal vai ver como os adeptos reagem. E não há queixas de arbitragem que lhe valha ( apesar de o FC do Porto estar a ser  prejudicado pelas arbitragens, isso não serve de desculpa)
Está mais que provado que Lopetegui tem mais sorte que juízo, por isso, não abuse da sorte e tenha tino nessa cabecinha.
Adenda :O Sporting perdeu em casa com o Chelsea. Como disse Mourinho, os de Alvalade podiam ter perdido por cinco, ou empatado. Perderam 0-1 e não mereciam, pelo que fizeram na segunda parte.
 

O Presidente insuflável

António Prôa diz que " A continuação de um presidente em part time não é boa para a cidade de Lisboa"
Compreendo a preocupação  sr Prôa, mas não me leve a mal que lhe pergunte:
"Um boneco insuflável a fazer de presidente  é bom para o país?"
Acalme-se, homem! António Costa foi eleito no domingo, está  de boa saúde, ainda não é secretário geral do PS, por isso não vejo qual é a pressa.  

A pegada ecológica de um caixeiro viajante

Os ambientalistas estão satisfeitos porque Portugal reduziu a sua pegada ecológica.
 É óbvio que essa redução se deve, fundamentalmente, à crise e não a quaisquer iniciativas do governo nesse sentido.  Aliás, Paulo Portas, com as suas constantes viagens turísticas tem contribuído para o aumento da pegada ecológica nacional e mundial. 
Urge mesmo perguntar  qual foi a pegada ecológica do marrafico ao longo destes anos de governação e qual a dimensão do seu contributo para a degradação ambiental do planeta. 

Caça ao Tesouro




Paula Teixeira da Cruz , cega perante o "sucesso" da sua reforma, insiste que a justiça está a funcionar. Provavelmente, não vê televisão. Há uma semana, no Prós e Contras, vimos os agentes da justiça quase unânimes a avisar que a justiça estava perto do caos. O professor José Tribolet, especialista em engenharia informática,  avisou que as coisas iriam continuar a degradar-se, porque continuava a insistir-se no erro.
Ontem, na TVI, confirmou-se: as coisas estão cada vez piores. A ministra da justiça continua a recusar o que toda agente que trabalha ou tem contacto com tribunais sabe: a justiça em Portugal está paralisada. E a culpa é de uma loira super vaidosa e incompetente, que desdenhou os avisos.
 Quem trabalha na área da justiça e não fica de rabo alapado na cadeira a perguntar ao espelho: " Espelho meu, houve algum ministro da justiça melhor do que eu?"  sabe que o caos está instaurado na justiça e esta peça mostra-o de forma iniludível (video) A não perder!
Há tribunais onde, encontrar um  processo,  é uma autêntica caça ao tesouro mas Paula, tal Miss Piggy da Justiça, destila vaidade no seu trabalho. Pouco lhe importa que, por causa da sua incúria e incompetência, haja portugueses a viver em situação extremamente difícil. Para ela a única coisa que conta é poder colocar no seu curriculum que foi autora da primeira reforma da Justiça em 200 anos. com o fito de um dia ser premiada  com um lugar de topo na burocracia europeia.
Paula Teixeira da Cruz  não reformou. Destruiu. É por isso que discordo em absoluto de quem exige a sua demissão. Além de não haver ninguém no seu perfeito juízo que aceite pegar no caos, Apesar de a expressão vergonha na cara não entrar no seu vocabulário Paula Teixeira da Cruz, ela tem de passar pela humilhação de ser apupada pelos portugueses e responsabilizada pelo crime que cometeu ao avançar, levianamente,com uma reforma incompetente e desleixada.