sexta-feira, 18 de julho de 2014

Bibó Porto (9): A jóia da Coroa


Hall de entrada

O Teatro Nacional de S. João (TNSJ) é, hoje em dia, um dos edifícios mais emblemáticos da cidade e,  seguramente, uma das mais belas  salas de espectáculos da Europa. 
 Situado no centro da cidade, na Praça da batalha, merece uma visita atenta.  Acompanhado  por um(a) guia especializado em teatro e arquitectura, poderá visitar todo o espaço ( incluindo camarins), conhecer a  história e perceber a razão de o edifício estar classificado  como  Monumento Nacional.
Conheci o “São João” como sala de cinema. Ainda adolescente, fiz-me  sócio do cine clube da Boavista e não perdia as sessões de fim da tarde de sábado. Foi lá também que vi alguns dos grandes filmes da minha vida como, por exemplo, “Cine Paraíso”. 
A  história do TNSJ remonta a 1794, ano em que foi mandado construir em homenagem ao  ainda príncipe  D. João (VI) , tendo recebido o nome de Teatro Real de S. João.
 Concebido por  um arquitecto  italiano  foi inaugurado em 1798 mas, em 1908, foi destruído por um incêndio. Reaberto em 1920, foi vítima da crise do teatro e , na década seguinte, passou a exibir apenas filmes, tendo passado a chamar-se apenas São João Cine.
No final do século passado -bastante degradado e ameaçado de ruína-  foi adquirido pelo Estado (1992) que investiu na sua recuperação e o transformou numa das principais salas de visitas da cidade.
Actualmente, é  por ali que passa uma boa parte da oferta cultural da cidade mas, mesmo que a intenção  do visitante não seja assistir a um espetáculo de teatro, dança, ou ópera, aconselho  vivamente uma visita guiada ao seu interior belíssimo e de uma grande riqueza. Garanto-lhe que vai ficar deslumbrado.
E para o  tentar convencer, aqui fica mais uma foto do interior.

E, já agora, também uma foto da fachada...