quarta-feira, 25 de junho de 2014

Um idiota chapado!

O Tozé  declarou-se feliz por ter saído da gaiola. No lugar dele teria mais cuidado, porque os passarocos de aviário não costumam ter muito tempo de vida quando se apanham em liberdade.
Assim que começou a bater as asas procurou demarcar-se do anterior governo do PS e afirmou que não teria assinado o Memorando.É um idiota chapado.
Não tarda nada, está a ser comido... por um coelho.

Nem para ir ao Pingo Doce?

O Ponta de lança dos matraquilhos




Cavaco é como um ponta de lança dos matraquilhos.Só se mexe quando é  movido por alguém. No caso vertente, o manipulador chama-se Pedro Passos Coelho. Basta-lhe dizer a palavra mágica, com três letrinhas apenas, e o boneco responde com a marcação de um golo a favor do governo.
Ontem, perante o presidente da Alemanha, humilhou os portugueses ao repetir e apoiar o discurso do manipulador Coelho: os portugueses portaram-se mal, o governo castigou-os e eles aprenderam a lição.
Dentro de dias vai enviar para o TC  diplomas que, em Dezembro, não lhe suscitaram quaisquer dúvidas.
Não seria melhor substituir aquela coisa que está em Belém a delapidar o dinheiro dos impostos dos portugueses em embaixadas viajeiras ao estilo de D. Manuel I, por um matraquilho?
Pelo menos sai mais barato e não tem direito a reforma. 

À hora da sobremesa...

Não foi a primeira vez que  Luis Suarez mordeu um adversário mas logo após a vitória contra a Itália, que  determinou o afastamento dos transalpinos, as redes sociais foram inundadas com fotos alusivas ao estranho comportamento do avançado uruguaio que deverá ser castigado pela FIFA e impedido de defrontar a Colômbia nos oitavos de final.

Como António Costa estragou os planos da troika

A crise no PS faz-me lembrar  o tempo dos  casamentos de conveniência, quando os pais obrigavam os nubentes a casarem-se, para unirem as fortunas  das famílias.
A troika  há muito destinou  Seguro como consorte de Coelho. O primeiro, incentivado pelo generoso dote, até não desdenha  o matrimónio mas ao segundo,  bem na vida por se deitar todas as noites com a amante submissa  a quem obriga a satisfazer-lhe todas as vontades e fantasias,  formalizar um casamento com Seguro   não era coisa do seu agrado. Preferia  continuar a dar umas voltinhas e explorar os avanços que a promitente nubente lhe permitisse,  continuando simultaneamente a desfrutar da lascívia da amante Portas.
Foi então que a troika recorreu aos serviços do notário Aníbal, solicitando-lhe que forçasse  Coelho a aceitar o casamento. A troika até aceitava que o pm mantivesse a amante. O importante para os mercados era a consumação do casamento.
Tudo parecia estar bem encaminhado, quando apareceu António Costa a estragar os planos da troika.
Seguro viu o dote a fugir-lhe e reagiu como uma virgem traída na véspera do casamento. Coelho, vendo que podia perder de uma assentada as carícias da amante e o seu quinhão do dote da prometida esposa, aceitou a mediação do notário Cavaco e assinou secretamente um contrato promessa de casamento, a consumar lá para 2015.
Costa veio estragar as contas da família. Vamos ver como reagem os mercados, se a troika não conseguir os seus intentos…