quinta-feira, 24 de abril de 2014

Em Abril perguntas mil (2)

Se os portugueses fossem obrigados a fazer uma reflexão consistente sobre o seu comportamento cívico nos últimos, vá lá, 30 anos, chegariam à conclusão que  foram merecedores do 25 de Abril?

Cheira-me a esturro...

Ontem, na AR, Passos Coelho mandou uma alfinetada ao Portas, por causa dos submarinos
Hoje, a PGR emite um comunicado a informar que Paulo Portas foi ouvido como testemunha no âmbito do processo dos submarinos.
Estes dois factos em dias sucessivos já eram suficientes para torcer o nariz mas, enquanto especulava sobre o assunto veio-me à memória a pergunta de José Gomes Ferreira na entrevista a PPC sobre a saúde da coligação, a que o pm reagiu, amarrando Portas com alguma sobranceria. Parece-me óbvio, agora, que a pergunta foi encomendada.
Estranho é que Portas - nos últimos dias tem aparecido aos jornalistas com o cenho cerrado-  permaneça mudo e quedo. Embora tenha mandado avançar Pires de Lima e Cristas com duras críticas à Marilú, por causa da taxa sobre os produtos prejudiciais à saúde, o silêncio do vice pm suscita alguma especulação. Será que anda a recolher informações sobre a Tecnoforma, para contra atacar?
Não é por nada, mas cheira-me a esturro. Quem terá deixado queimar o assado?




Esquentadores fora de prazo

Como se não bastassem todas as tropelias dos últimos anos, a malta do governo agora quer vender-nos esquentadores fora de prazo

Não quero outro 25 de Abril

Basta que me devolvam aquele que me roubaram

Os rios correm para o mar!

Escolhe o teu rio e desagua, hoje à noite, no Largo do Carmo.
Concentrações em vários pontos da cidade e concelhos limítrofes. Podes ser a gota de água
Mais informações aqui