quinta-feira, 10 de abril de 2014

E eu tenho a certeza...

Só contaram p'ra você!

"Encontro em vós valores que eu próprio me tenho empenhado em difundir em Portugal: desde logo o espírito positivo, o espírito construtivo, a visão global do mundo, não recear a concorrência, apostar na inovação, não recear o mundo global, vontade de vencer, determinação, energia e projectar essa imagem para a sociedade"...
Cavaco, durante uma cerimónia qualquer  na Global  Shapers

Eles divertem-se...


Enquanto`o comboio avança para Norte,  termino a leitura de "Os Memoráveis", de Lídia Jorge.
Fico a reflectir um pouco sobre o que acabo de ler e  dou por mim a imaginar o gozo que esta manhã deve ter sido o conselho de ministros, com  todos a celebrarem a estratégia de Maduro para desviar as atenções do essencial do pós troika. 
O governo conseguiu pôr o país inteiro ( leia-se: comentadores, parceiros sociais e comunicação social) a discutir o salário mínimo,. Uma medida que, obviamente, o governo só permitirá que avance se receber em contrapartida a garantia de que os trabalhadores prescindem de mais alguns dos seus já poucos direitos.
 Golpe de mestre, há que reconhecê-lo!

O que nos distingue dos europeus?

É que por cá, um político do Centrão pode ser aldrabão, ladrão, bater na mulher, fugir aos impostos, comprar cursos, fazer negócios  com as empresas que tutela,  ter casa em Lisboa mas dizer que vive na província para receber o subsídio de deslocação, mentir em tribunal ou numa comissão parlamentar, que o seu futuro está sempre assegurado: uma vez apanhado, passa por um período de abstinência e volta à casa de partida. Só sai de jogo quando já tem os bolsos bem cheios.
Já na Alemanha, os ministros que falsificaram actos académicos, demitiram-se ou foram demitidos. E em Inglaterra, quando são apanhados a meter a mão na massa, o povo reage e obriga-os a demitir-se
Há quem diga que cada povo tem o governo que merece. Se calhar, pela nossa inércia, falta de educação cívica e consciencialização política, merecemos o governo que temos.