sexta-feira, 14 de março de 2014

ASAE vai aplicar coimas a deputados

Os deputados que hoje mudaram o seu sentido de voto em relação à Lei da co-adopção, vão ser alvo de processos de contra ordenação.
Uma fonte da ASAE confidenciou ao CR que os referidos deputados violaram a Lei de Afixação de Preços, que obriga a afixar de forma visível, inequívoca, fácil e perfeitamente visível o preço de venda dos produtos, bens  e serviços
Segundo a mesma fonte, não foi visível o preço que os deputados cobraram para vender o seu sentido de voto e a sua consciência.
Como refere a Lei, Os preços de toda a prestação de serviços, seja qual for a sua natureza, devem constar de listas ou cartazes afixados, de forma visível, no lugar onde os serviços são propostos ou prestados e nós não vimos nada afixado na AR- concluiu.

Histórias de embalar

Já sou crescidinho para adormecer com histórias de embalar. Não percam por isso tempo a contar-me a história de um PR que vetou um diploma do governo mas, coitadinho, foi obrigado a engolir o veto, porque o governo o fez aprovar três vezes na AR.
Alguém com dois dedos de testa acredita que isto não foi cozinhado entre Cavaco e Passos?
O PR anda acabrunhado com a perda de popularidade ( os seus assessores  já lhe disseram para não se impressionar quando lhe chamam palhaço ou o mandam trabalhar, porque têm ouvido coisas muito piores quando vão a cafés discretos falar com jornalistas para criar notícias falsas como as das escutas)  e tirou este número da cartola para recuperar um bocadinho.
Disse-me uma joaninha que a ideia lhe foi soprada pela Maria, depois de se aconselhar com a outra Maria que ainda é Virgem e costuma aparecer em Fátima nos dias 13 de cada mês.

Terá sido mesmo erro?

Admitamos que sim. Mas se eles erram em coisas tão simples, imaginem como é fácil enganarem-se nas contas do Orçamento

Cavaco apoia manifesto dos 70

Tem sido nojenta a desinformação protagonizada pelos jornalistas em relação ao manifesto dos 70. Felizmente ainda há jornalistas que fazem o trabalho de casa...