quinta-feira, 6 de março de 2014

A admiradora de Relvas

Ela diz que não foi paga para escrever isto mas, neste caso, isso não abona nada a seu favor. Bem pelo contrário... porque demonstra que não tendo sequer  um neurónio é possível escrever em semanários ditos de referência. Basta ter bons amigos nos locais certos.

Portas goza com Coelho

Depois da birra  de Passos Coelho na AR, Paulo Portas decidiu manifestar-lhe a sua solidariedade ( vá lá, também o agradecimento pelo gabinete no Jardim Zoológico)  retirando  Diogo Feio das listas às europeias e colocando em seu lugar uma senhora de Setúbal que dá pelo nome de Birrento.
O CR sabe, no entanto, que em diversos sectores do governo a decisão de Portas caiu bastante mal e está a ser encarada como uma afronta ao PM.
" O Portas está mas é a gozar com o PM, enquanto finge estar solidário. Quem quiser que o compre, qu'ele p'ra mim bem de carrinho"- disse um indignado Luís Filipe Menezes ao CR

Aprendam com o sr. Pingo Doce!

Ontem, na Universidade do Minho, Alexandre Soares dos Santos disse a uma plateia atenta e com as câmaras em on que não pagava a taxa sobre as médias e grandes superfícies criada pela ministra Cristas.
" Não pagamos! Vamos para Tribunal!- afirmou
Soares dos Santos  falava com aquela confiança de quem sabe que  deixar as coisas ir para Tribunal é garantia de que nunca mais serão pagas se... o infractor for rico e influente.
Assim é que é, sr Alexandre! Quando é que apela à desobediência civil? Já agora, porque é que não aproveita o balanço e mobiliza os  funcionários públicos, reformados e  pensionistas para saírem à rua a exigir as reformas e os salários que o governo lhes roubou e são capazes de lhes fazer mais falta do que um ou dois milhões a si?
 Ser garganeiro quando se tem o governo no bolso é muito fácil não é? Mas no fundo sabe o que mais me custa, senhor Alexandre? É ver os amigos do governo como o senhor a protestar ( e se calhar com razão..)  e os desgraçados na miséria a amouxar, porque não têm dinheiro, nem coragem para fazer o que é preciso!  Paciência, é o povo que temos...  Se fossem todos ricos também falavam assim! 

Onde está o dinheiro?

Pedro e Marilú estão sempre a dizer que não há dinheiro e é preciso cortar nas despesas mas, quando começam a sentir o rabo a arder, o dinheiro aparece logo! 

Hora a hora, isto melhora...

 " Hora a hora, isto melhora" ( citação de Pedro registada no Corão Laranja, página  161 que, em linguagem cifrada se escreve PQP)
Como já passaram quase duas semanas desde o congresso laranja, hoje estamos, de certeza, muitíssimo, mas mesmo muitíssimo melhor do que há três anos.
O que estraga esta porra toda é o povo indigente. Precisávamos era de um Hitler para exterminar essa cambada de chulos que anda a viver à custa do Estado. Ou de um Estaline, para quem o povo era uma chatice que só atrapalhava.
No entanto, aqui fica a prova que confirma a tese do governo: estamos, realmente, muito melhor.
Mas há mais, para quem não tenha ficado satisfeito. Ora vejam lá isto!
Ou ainda isto