sábado, 25 de janeiro de 2014

A farsa


Sou  a favor da nomeação das chefias na Administração Pública.  Pelo menos  somos  poupados  ao triste espectáculo das farsas dos concursos.  Estes só servem para que os escolhidos se convençam que chegaram ao lugar por mérito próprio e não através de uma farsa concursal que legitimou a atribuição de um lugar de confiança. Apesar de tudo, a nomeação é mais transparente do que exigir experiência no governo. Isso é trafulhice mas, nessa matéria, a escumalha é imbatível.

O mapa europeu da pobreza

A Europa continua no bom caminho, como bem se percebe pela leitura deste artigo do La Nacion