segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Reacções do governo à Bola de Ouro de CR 7

"Incentivado pela conquista  de CR 7, o governo irá discutir, no próximo conselho de ministros, a privatização da selecção nacional, que passará a ter a sede em Madrid"- anunciou  Passos Coelho
"A vitória de Cristiano Ronaldo é a demonstração de que a iniciativa privada serve melhor os interesses da selecção nacional e do país"- disse um Marques Guedes emocionado aos jornalistas. 
" Cristiano Ronaldo veio provar que o governo tem razão quando incentiva os jovens a emigrar"- declarou o sucessor de Relvas 
" Não há razão para o governo gastar verbas no fomento da prática desportiva. Quantos jogadores da selecção nacional jogam em clubes portugueses?"- perguntou Pedro Mota Soares
" CR 7 antecipou a devolução da soberania que estava prevista só para Maio. Vou mandar a JC por o relógio a zeros. Foi uma grande vitória para Portugal a saída antecipada do programa de resgate e devemos agradecer a esse grande patriota que é Cristiano Ronaldo"- disse Paulo Portas enquanto fazia trejeitos com as mãos e piscava o olho a um jornalista.
"Agora temos de investir mais no futebol feminino e incentivar as nossas jogadoras a emigrarem"- opinou Paula Teixeira da Cruz
" Vou propor ao conselho de ministros a criação de uma taxa extraordinária sobre a bola de ouro do Cristiano. Um economista meu amigo disse-me que aquela coisa vai gerar lucros de 7 milhões de euros!"-  anunciou Marilú
" Ao menos ao Cristiano Ronaldo, não é a troika que lhe paga o ordenado"- sentenciou Teresa Leal Coelho

Heróis do Mar ( A epopeia dos Descobrimentos- Parte II)

Hoje quero manifestar a minha gratidão a todos os portugueses que nos últimos dias colocaram os interesses de Portugal à frente dos seus interesses pessoais e, manifestando um espírito de sacrifício notável, aceitaram desempenhar altos cargos em instituições internacionais, para melhor poderem defender o nosso país. Estou certo que a maioria o fará com o mesmo denodo e espírito patriótico de Durão Barroso à frente da Comissão Europeia.
Num futuro próximo, historiadoras de grande reputação como Helena Matos ( ou uma das suas inúmeras descendentes - as cabras e os coelhos reproduzem-se com muita facilidade...) não deixarão de exaltar os feitos destes novos heróis lusos, comparando-os aos grandes descobridores. Não omitirão, certamente, a mais valia do trabalho escravo em ambas as situações, nem deixarão de enaltecer o empreendedorismo e espírito de missão destes nobres portugueses que  orientaram superiormente as hordas de escravos dentro do país e souberam  indicar o melhor caminho  aos que preferiram emigrar.
Presto por isso honra aos nossos futuros heróis nacionais e atrevo-me a sugerir ao presidente Aníbal que os condecore a todos por antecipação, no próximo dia 10 de Junho. Sem esquecer, claro, Oliveira e Costa, Dias Loureiro, Duarte Lima e porque não ele próprio? Há alguma lei que impeça o PR de se condecorar a ele mesmo? ( A vergonha não conta, porque isso é coisa que o sr Aníbal nunca teve)
Aqui fica a lista provisória
José Luís Arnaut andou a vender o património do Estado dos portugueses. Com grande espírito de sacrifício esteve em todas as  operações de delapidação do nosso património, merecendo por isso uma condecoração. Não sei se  terá recebido uma percentagem dos negócios, mas um alto cargo na Goldman Sachs é já uma excelente recompensa.
Vítor Gaspar cumpriu fielmente a função que lhe foi confiada pelo paraplégico Schauble e empobreceu os portugueses. Foi compensado com um alto cargo no FMI.
Hélder Rosalino, responsável pela destruição da Administração Pública, deverá estar na calha para um lugar ao lado de Gaspar.
Suspeito que  à Marilú já tenham prometido um lugar na cama no BCE,  Passos Coelho seja contratado para gerir o FSE ( ele foi exímio a desbaratar os Fundos Europeus na Tecnoforma) e os Angels,  com quem Paulo Portas deverá ter criado fortes laços de amizade nas suas sucessivas viagens a Washington, não deixarão de lhe arranjar um lugar compatível. A vender submarinos? É uma hipótese. Ele é bom nisso, mas acredito que a intenção dos Angels seja outra. Conhecedores do fascínio do líder centrista pelo cinema e da sua capacidade para criar enredos, talvez lhe arranjem um lugar em Hollywod. Quiçá para desempenhar o papel de Catherine Deneuve, que ele tanto ensaiou noutros tempos.
Fica assim demonstrado que o pote de que Passos falava, só será realmente alcançado depois desta escumalha ter destruído o país e vendido os portugueses aos agiotas amigos. Nada que eu não tivesse previsto aqui no longínquo ano de 2011 quando, apesar de tudo, vivíamos melhor.  Mas, nesse tempo, o trabalho escravo era ilegal e até os filhos da puta tinham vergonha na cara!