sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Post dedicado aos tugas

Faz muito bem à saúde mental viver na ignorância do que se passa em Portugal, mas tal só é aconselhável a quem decidiu abandonar a zona de conforto. 
Se o povo é manso - e adora ser manso, para ouvir elogios dos políticos- o problema é dele, não de quem foi obrigado a sair da zona de conforto para ganhar a vida, ou porque não suportava a tacanhez dos seus compatriotas.
 Se os tugas estão dispostos a entregar os seus bens, parte dos seus salários e das suas pensões a um grupo de agiotas e ainda se sentem orgulhosos, por saberem que estão a ser roubados,não tenho nada a opôr. Também há fiéis que entregam os seus bens e parte do seu salário a seitas religiosas, para garantir a salvação da alma. Há idiotas para tudo, mas os  tugas ultrapassam todos os limites da decência!