quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

O que nos separa do Brasil não é o Atlântico...

Estes só se diferenciam pela gravata


... é a mentalidade dos povos e o conhecimento da sua História.
O que nos separa do Brasil é a diferença entre a decência e a falta de vergonha.
Hoje, à hora do almoço, vi a presidente Dilma chorar quando recebia o relatório sobre a ditadura brasileira, de que ela foi uma das vítimas.
Por cá, temos um PR que além de ter declarado ( por escrito) que convivia bem com o Estado Novo, ainda teve o descaramento de conceder pensões a PIDES, enquanto as negava a Salgueiro Maia, um dos maiores símbolos da revolução de Abril, que nos devolveu a Liberdade.
No Brasil nenhum filho da puta tomaria esta atitude. Por cá, chegam a líderes de partidos do governo e cospem na mão de quem lhe deu de comer. Não fosse Mário Soares,  Paulo Portas, esse escroque abjecto, talvez estivesse neste momento a bater com os costados numa cela, ou com um tiro nos cornos. E não apenas por razões políticas...

6 comentários: