terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Fiscalidade Verde e gasolina low cost

Embora o governo negue, a verdade é que a Fiscalidade Verde é, apenas, um aumento de impostos. Não visa a protecção ambiental, nem  beneficia os cidadãos conscientes. 
A Lei que obriga todos os postos de abastecimento a fornecer combustíveis low cost é um exemplo das contradições do governo nesta matéria.
Sendo mais poluente do que a gasolina comum (  pode, inclusive, ter efeitos  de desgaste mais rápido dos motores- mas isso  ainda não está provado) deveria incidir sobre os combustíveis  low cost uma carga fiscal mais elevada, de forma a desincentivar a sua utilização. Ora, ao obrigar todos os postos de abastecimento a venderem esses combustíveis, o governo está a dar um sinal contrário àquele que diz pretender com a introdução da Fiscalidade  Verde.
Também em relação ao gasóleo- mais poluente do que a gasolina-  a política fiscal deveria ser mais gravosa, desincentivando a compra de veículos que utilizem esse combustível. No entanto, a Fiscalidade Verde - que entra em vigor no dia 1 de Janeiro-  vai onerar mais o preço da gasolina do que o do gasóelo. Apenas mais uma contradição que se regista e desmascara o argumento invocado pelo governo, de que a Fiscalidade Verde visa proteger o ambiente. 

5 comentários:

  1. Trata-se de um imposto, claro que sim.
    Contradições no governo? A sério?
    De que serve termos, agora, o preço da gasolina a 1,34 euros o litro se a partir de 1 de Janeiro, o 'imposto verde' a vai atirar para valores consideravelmente superiores?
    Haja pachorra!

    ResponderEliminar
  2. Por acaso já tinha perguntado aos meus botões: mas porque é que o governo vai obrigar todos os postos a terem bombas low cost. O que é que ele ganha com essa medida? Confesso que ainda não entendi...

    Beijocas

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Não me pronuncio porque confesso que desconheço o tema

    ResponderEliminar
  5. «Sendo mais poluente do que a gasolina comum ( pode, inclusive, ter efeitos de desgaste mais rápido dos motores- mas isso ainda não está provado)»

    A gasolina «low cost» não é mais poluente, apenas não tem os aditivos que ajudam a lubrificar melhor os motores e por isso desconfia-se que poderá provocar um desgaste mais rápido nos motores, mas isso de facto, ainda não está provado, sobretudo nos motores a gasolina. Eu por ex. tive 7 anos um carro a gasolina e sempre o atestei numa bomba «low cost» e nunca tive problemas. A minha mulher faz o mesmo e já vai no 2.º carro a gasolina e tudo nos conformes.

    É certo que o gasóleo é mais poluente que a gasolina, mas um carro a gasóleo também gasta menos combustível, daí o governo incentivar a compra destes carros para baixar as importações de petróleo.

    ResponderEliminar