quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Vamos contar mentiras

A RTP produziu e João Adelino Faria encenou o remake da peça  de Alfonso Paso "Vamos Contar Mentiras".
Não sei se terá sido boa ideia contratar Pedro Passos Coelho para desempenhar o papel de Florbela Queiroz ( creio que o Paulo Portas estaria mais à vontade), mas há que reconhecer a capacidade do pm em conferir realismo às constantes aldrabices, num brilhante paralelismo com as mentiras de Florbela na versão original.Especialmente engenhoso esteve quando explicou o aumento do número de desempregados em Outubro.
Não sei se no final Faria e Passos cantaram o Perompompero  da versão de Alfonso Paso mas acredito que, ao regressar a casa, Passos tivesse ficado surpreendido porque a Laura estava  a ouvir o "Que Parva que eu Fui". E terá sido nessa altura que, num improviso genial, telefonou ao pai e adaptou a rábula de Florbela no final de cada telefonema para a mãezinha: 
"Ai paizinho, sou tão infeliz!"

Em tempo: a confiança revelada hoje por PPC, durante a entrevista, não se deve apenas ao facto de o encenador ser uma m.... Tivesse esta entrevista sido feita na semana passada e a postura de PPC seria muito mais tensa.

3 comentários: