sábado, 29 de novembro de 2014

Se um Cavaquinho incomoda muita gente...




Abriu ontem ao publico, no Mosteiro dos Jerónimos, a exposição "70 Cavaquinhos, 70 artistas" .
Iniciativa da Associação Cultural e Museu Cavaquinho, presidida por Júlio Pereira, esta exposição insere-se na promoção do Cavaquinho e será exibida ao público em vários municípios conotados com a personagem o instrumento.
Espero que os cavaquinhos não cresçam nem se multipliquem e que niguém tenha a ideia de propor o Cavaquinho a Património Imaterial da Humanidade.
O Cavaquinho de Belém já é suficientemente incómodo num país tão pequeno, dispensamos as reproduções, por muito embelezadas que sejam.
Agora a sério...
A exposição conta com a presença de alguns artistas consagrados, como Julião Sarmento e Júlio Pomar, entre os 70 artistas plásticos que aderiram a esta iniciativa de recriar a imagem do Cavaquinho.
Até 25 de Janeiro estará em exibição no Mosteiro dos Jerónimos e é uma boa proposta de fim de semana.



4 comentários:

  1. O meu avô não só fazia cavaquinhos como os tocava. Mal me recordo dele, mas recordo-me bem da palmada que a minha mãe me deu "só" porque resolvi cortar as cordas, com uma tesoura, do único cavaquinho que restava...

    ResponderEliminar
  2. Como diz a Rosa, destes também gosto! Agora do outro, do pechiché! Foge...

    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. ~ Parece-me que fizeste confusão.
    ~ Com efeito, "se um cavaquinho incomoda muita gente, o Cavacão incomoda uma nação!"

    ~ A múmia encerrou a visita demasiadamente sisudo: não conseguiu nem vender a TAP, nem impingir os camelos alaranjados de S. Bento, como se alguém estivesse interessado em negociar com um país tão corrupto.

    ResponderEliminar